Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

domingo, 25 de abril de 2010

Mudam-se os tempos!..Mudam--se as vontades:)))


Quem diria!...
Estávamos nós ver TV, o programa foi para o intervalo (publicidade)...
O Bruno diz: Podias mudar p'ro canal 4 que não está a dar publicidade.
Quando o ele em pequeno, o mundo parava para ele ver publicidade.
Recordo-me quando ele girava à volta da sala , no seu triciclo , tinha (3 anos), e mesmo antes.
O Hi-Fi estava ligado e TV também em som mais baixo, assim que ele se apercebeu que estava a dar publicidade.
Hei!..Pára tudo desliga Hi-Fi, sentasse quietinho, nem pestanejava a ver a publicidade.
O pai teve a ideia de lhe gravar uma cassete com 2 horas só de publicidade, isso é que era vê-lo feliz (mal nós imaginávamos que fosse já um dos sinais do autismo)
Repetia os anúncios... Registo este que usávamos nas nossas conversas curtas.
"Nenuco, tu és o mais quido"...E eu perguntava quem é o meu nenuco?...
Ele respondia: É o Bluno.
Só podia ser o Bluno o meu nenuco mais quido...

10 comentários:

Grilinha disse...

O meu Deus...deixaste o meu coração como manteiga ao sol....

Bluno !!!

Coisa fofa que deve ter sido. (Depois crescem, lol) Beijos

Mina disse...

Grilinha
Espero que já tenhas restaurado o coração xD
È habitual eles como todas as crianças não conseguirem pronunciar o "r", substituindo pelo "l", isso não é sintomático, faz parte da linguagem.
Já o interesse obecessivo por uma determida coisa, já o é, nesta altura tinha também interesse por matriculas de carros...
E veio a substituir o "r", pelo "rr" e passou a dizer que era "Berruno", loool
bjocas

Grilinha disse...

E a foto !!! Que espectáculo de "Bluno!

Beijos

Mina disse...

Grilinha
lool
Este é o meu nenuco mais quido, a ver a publicidade naquela época rsss, dá para ver que nem pestaneja rsss
jocas

AVOGI disse...

Não há criança nenhuma que não fique especada em frente da publicidade e essa de gravar foi de mestre. kis :)e tb uma maneira de sossegá-lo :)

Mina disse...

Avogi
Era só pôr a cassete, ficava quietíssimo, não podia haver outros ruídos à volta ...
Hoje acho que não terá sido boa ideia, mas na altura achavamos que sim não era só para o ver quieto, mas por o ver interessado em alguma coisa, que normalmente dispersavasse muito.
É um facto que a maioria das crianças gosta de publicidade, mas não tolerariam uma cassete de 2horas xD
bjocas

Fê-blue bird disse...

Que menino mais amado, o amor sempre resolve tudo!
Uma bela viagem ao passado.
Beijinhos aos dois

Mina disse...

Fê-blue bird
Obrigada
O amor não resolve tudo, mas ajuda muito e acho que quando Deus nos coloca um ser tão puro nas nossas mãos, só temos mesmo é que ama-lo, e ajuda-lo no percurso de vida.
Sabe bem de vez enquanto voltar ao passado e recordar, que afinal todos os sinais do autismo estavam lá e ninguém via, embora nós pais o sentissemos.
Mas longe de nós que fosse verdade(era uma ambivalência nós percebiamos que algo de diferente havia), mas técnicos, e educadores, desviam-nos desse caminho...
Não sei se ele perdeu ao ganhou com toda esta descordenação,porque os meios eram muito diferentes dos actuais.
Pecar-se-ia por defeito, hoje dia, denoto algum excesso.(mas isto é mera opinião minha)
bjocas

Isa GT disse...

Obrigada pela visita e já vi que és Caranguejo como eu, como tu disseste no teu post anterior, temos que saber valorizar muitas das nossas pequenas coisas.

Bjos

Mina disse...

Isa GT

Lool, nem mais uma caranguejola, com sentido de humor e justiça, obrigada pela retribuição, tentarei ir lá mais vezes assim o tempo o permita rsss, que por aqui além de tudo ando a divulgar o autismo/SA, com a mior naturalidade.
O que não implica que fiquemos de olhos vendados ao resto do mundo...
bjocas