Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Mente "Codificada"

Mergulhado na imensidão...
De um qualquer clima, ou constelação...
Sinto-me a vaguear
Nas nuvens a baloiçar...
Há procura de encontrar a perfeição...
Às vezes sinto-me alheio.
A pensar!..A pensar!...
Naquilo que me faz Feliz.
O tempo que faz, ou vai fazer.
Dependo dele para viver...

As pessoas não me entendem.
Porque falo do tempo.
O "tempo" todo...
Nem sabem o que sinto.
Quando me fecho no meu casulo...
E não estou para ninguém...
São momentos só meus...
Que gostava que entendessem...

Este mundo é de todos
E eu faço parte dele
Não são dois mundos diferentes.
Este também é o meu.
A diferença está em aceitar-me,
Exactamente como sou.
Um ser humano IGUAL
P'ra AMAR e RESPEITAR

Da mãe Mina para Bruno V.

Com milhões de beijinhos para todos os Portadores de PEA, e suas famílias
Lembrar que é o dia internacional da consciencialização do Autismo

11 comentários:

Mina disse...

Tentei, entrar no intimo do meu filho, e é esta a minha visão do que ele poderá sentir...
Estando escrito na primeira pessoa,foi a mãe que procurou código para escrever, e nem sempre consigo entender!...
Mas esta é a minha missão estar aqui para aprender, e se conseguir também ensinar alguém a te compreender a ti e outros que como tu se escondem por detrás deste sentir, e muitas vezes não sabem emitir, neste mundo ainda desigual...

Visite www.arteautismo.com disse...

Mina minha querida , nínguém melhor que a mãe de um autista para descrever este sentimento e tentar dizer o que eles sentem. Só as mães tem este dom. Porque conhecem cada olhar e cada passo dado. E sabem que o ser humano ai aprisionado, tem o mesmo potencial que os todos os demais. E esperam que surja alguém que pense como nós. Mas todos os esforços tem sido em vão. Nem mesmo uma politíca de integração na sociedade , eles possuem. E o tempo passando e nada de novo.....
2 de abril é o dia da Conscientização do autismo. Mas será mesmo?
Parabéns pela linda poesia Mina, com ela com certeza aprendemos mais sobre o autismo.
Beijo grande para ti e para meu muito querido Bruno!
Ray

Mina disse...

Querida Ray
Levaremos a vida inteira a abrir alguns compartimentos e revela-los através das nossas impressões que eu também acho que são bem próximas da realidade de cada um dos nossos filhos...
E não basta a conciência.
Para nós então pais de adultos, que já poderiam estar activos numa área protegida evidentemente, mas conseguiriam uma maior auto-estima em ver seus trabalhos valorizados...
Um dia a conciência virará acção, e teremos realmente um mundo integrante...
Bjocas para ti e Felipe

E este Poema é também para Felipe que substituiria o clima por pintura :))) São eles que nos inspiram...

Visite www.arteautismo.com disse...

Mina,
Amada, para este dia 2 de abril de 2010 coloquei tua poesia no meu blog. Ela é lindo.
Obrigada por o oferecer ao Filipe.
Voce é um amor!
Beijos com muito carinho pra ti e Bruno.
Ray

Grilinha disse...

Tão lindo...

tentar sentir o que eles sentem é o passo mais importante para estabelecer uma relação saudável e até de aceitação.

Muitos beijinhos

Mrs_Noris disse...

Bonito poema mãe Mina.
Eu acredito que haverá outras pessoas, talvez as mais intuitivas, que também os entendem.
Um destes dias dizia-me a professora do meu filho, a propósito de algumas atitudes do meu filho na aula de música: "Parece que ele acha aquilo ridículo, dá-lhe vontade de rir.", referia-se às canções e coreografias. Fiquei feliz, pelo menos ela tenta compreender aquelas atitudes, não se limita a fazer queixa e a rotulá-lo de indisciplinado.
Mas infelizmente há outras pessoas que, por mais que se fale, por mais que se tente sensibilizar para a PEA, não vale a pena. E nós não podemos esperar que os compreendam, mas que pelo menos os respeitem.
Um beijinho.

Mina disse...

Querida Ray
Não posso considerar aquilo poesia, é mas uma mistura de palavras que envolvem sentimentos , numa outra métrica que não me preocupei com acertos mas com conteúdos...
A intenção era mesmo embelezar, a forma de estar e sentir destes nossos homens e meninos...
E senão formos nós pais a procurar entender e transmitir estas formas particulares de viver e passar a palavra aos outros, dificilmente lá chegarão...
Fiquei lisongeada, que o tenhas levado para o teu blog... Que tenham um bom dia não só estes mas todos, que um só dia não chega para abrir mentalidades..
Bjocas para vocês meus queridos

http://oblogdoarteautismo.blogspot.com/

Mina disse...

Grilinha
Vamos crescendo com eles, não só em idade rrss, mas também a aprender que eles.
São de facto desconcertantes , surpreendentes e cada dia temos algo de novo, para o nosso objectivo de vida...
Bjocas e que tenhas um bom dia e idem J.P

Mina disse...

Noris
Também há pessoas interessadas em saber e compreender.
E isso no meio academico é um bom principio, onde começa a formação...
Mas curiosamente muitos não tem a noção do ridiculo e fazem os maiores disparetes com a maior das naturalidades, por isso também são usados no bullyng pelos "espertos", para fazer o que os outros fariam, mas acobardam-se.
Ainda que seja muito ridiculo e desapropriadao, se virem os outros rirem-se acharam que é sinal de aceitação...
Desculpa estar a dar-te esta explicação, mas é para que outras pessoas que leiam entendam...
Bjocas e bom dia para ti e para o M.

AVOGI disse...

Bonito poema . bonitas palavras. realmente só quem sente na pele é que tenta penetrar no intimo para poder descodificar os sentimentos, atitudes e acções.kis

Mina disse...

Avogi
Será por essa dificuldade de identificar que é dificíl também compreender, e sem falsas modestias eu tenho noção que ninguém conhece melhor o meu filho do que eu... Mas também o dou a conhecer aos outros porque eu não sou eterna e o que eu mais quero é que alguém o perceba a ele e outros como ele...
Bjocas