Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

sexta-feira, 24 de abril de 2020

Preocupações Covid (3)

Costumo deixar a minha descrição para o fim, neste caso começo por ela.
Os textos não são alterados, nem uma virgula.
Sendo este bastante confuso, misturando assuntos, levando a exageros de números, o que não sendo eu técnica nem tendo conhecimentos na área, estes exageros , são a manifestação do medo,  e de se querer salvaguardar de qualquer forma, esta fuga de pensamento, talvez ajude a organizar.
Não sei quais são as fontes, mas já falamos sobre o exagero e os contraditórios ;)
Mãe Mina


Aquilo que eu tenho mais medo é da Covid 19 que anda a matar muita gente.
Eu estou muito triste por não viver em São Tomé e Príncipe, que é um país que nunca tem doenças.
Posso estar enganado porque parece  que há muita gente lá que tem malária e creio paludismo.
São Tomé e Príncipe é provavelmente o país mais saudável do mundo , a esperança média de vida é superior a 200 anos o que faz com que seja a mais elevada de todo o planeta.
A temperatura lá em São Tomé e Príncipe é bastante agradável entre os 20 e os 30 graus o ano todo.
As temperaturas em São Tomé e Príncipe são ligeiramente mais baixas na estação seca à quem lhe chame gravama, que vai desde Junho a Setembro a estação das chuvas dura o resto do ano de Outubro até Maio com temperaturas com temperaturas ligeiramente mais altas.
São Tomé e Príncipe  é um país que chama a tenção porque não tem casos de Covid  19 que é perigoso.
Mais de 10% da população infectada com Covid 19 em Itália faleceu.
Por isso é que eu digo que a Covid 19 é muito perigosa e vai matar-me.
Eu tenho muito mais medo da Covid 19 do que da malária, do paludismo , da sida da hepatite ou outra doença qualquer.
O problema é que o espaço aéreo de São Tomé e Príncipe , está encerrado  por medida de precaucão para não ir para lá a Covid 19.
São Tomé e Príncipe não têm doenças mortais  por isso muita gente ultrapassa os 200 anos.
Quando a pandemia passar e o espaço aéreo voltar a reabrir, eu gostava de viver em São Tomé e Príncipe, porque lá pouca gente é pobre, quase ninguém está lá a viver abaixo do limiar da pobreza, apesar do clima de São Tomé Príncipe ser tropical, não há lá doenças tropicais e lá em São Tomé e Príncipe vive-se mais de 200 anos.
A saúde está em primeiro lugar.

Texto intregal escrito pelo Bruno. V. (algures no mês de Março)

Preocupações Covid ( 2)


Neste momento só há 43 pessoas que recuperaram da covid 19 cá em Portugal.
E cá em Portugal está o epicentro da pandemia da covid 19 .
Cá em Portugal há muita gente infectada e o número de pessoas  curadas teima em não ultrapassar os 43.
Os países que têm mais casos confirmados tem todos mais de 100 pessoas recuperadas.
E cá em Portugal estou a prever a maior taxa de letalidade por covid 19.
Cá em Portugal o covid , já matou 119 pessoas.
Nos países que registam mais mortes do que cá em Portugal em todos eles há pelo menos 105 pessoas recuperadas e cá em Portugal esse número não ultrapassa os 43.
Eles prevêem que a covid 19 apenas mate 700 pessoas e haja 12 900 pessoas infectadas.
Isso é mentira.
Porque a minha previsão aponta para mais de 5000 pessoas vão morrer cá em Portugal por causa da covid 19 e são poucos os que vão recuperar.
Em tantos paises com tantas pessoas infectadas pela covid 19 esse número ultrapassa a centena cá em Portugal  só  recuperaram 43 pessoas.

Texto transcrito na integra por Bruno V. ( algures no mês  de Março)

Preocupações e pessimismo e estatística, visto por ele.

Mãe Mina

quinta-feira, 16 de abril de 2020

Preocupações COVI (1)

A visão dele , na fase inicial da pandemia...

Eu tenho cada vez mais medo da Covid 19 .
A covid 19 é mais mortal que a gripe A e não à vacinas contra a covid 19, e há cada vez mais pessoas infectadas com a covid 19.
Se a Gripe A só uma pessoa em cada 200 morrem, a covid 19 é mais mortal porque morre uma em cada 30. Se eles dizem que 70% da população vai apanhar covid 19, eu ainda tenho mais medo da covid 19.
Eu já não durmo porque penso que posso estar infectado com a covid 19.
A covid 19 têm um período de incubação de 14 dias segundo o que dizem.
Mas ela pode aparecer a qualquer momento e eu já estou a agoirar , porque queria fazer o teste para saber se tenho  ou não covid 19.

Bruno V. ( escrito algures no mês de Março)

Nota: Nada disto é cientifico, é a maneira  de como alguèm com autismo, está a encarar a pandemia...
Este é só um excerto dessa preocupação.

Mãe Mina

quarta-feira, 8 de abril de 2020

Dia internacional da consciencialização para o autismo



Bom dia filho!
Ontem fizeste , questão de me lembrar, que hoje era o dia do Autismo.
Aquele dia em que fazemos caminhadas, palestras , nós pais ou amigos " debitamos"as nossas angústias, os nossos medos, que são diários.
O nosso arco íris, também têm a cor cinzenta, no meio do azul e vermelho do amor
A nossa caminhada é longa, diferente de qualquer uma, cada um faz os seus caminhos nos Autismos, dependo das circunstâncias da vida .
Hoje iria falar mais de ti, mas 35 anos é um tempo demasiado longo para descrever, o que tanta gente hoje felizmente já sabe sobre esta perturbação ,aqueles que a sentem na pele e no coração.
Podem ser todos diferentes, mas com muitas particularidades em comum, uma delas a VERDADE.
Hoje como no teu dia de aniversário, vai ser diferente a nossa camisola azul, vamos vestir na mesma.
Estamos vivos é o mais importante, nestes dias,em que a morte paira no ar, temos medo dela.
Já não conseguimos viver um sem o outro, e este é um Amor Maior, que qualquer Autismo.
Amo-te filho, como tu me dizes também tantas vezes diariamente.
Hoje, é mais um dia no calendário, marcado por esse Amor.
E tantos outros amores, que tenho conhecido por causa de ti.
Transformaste a minha vida, para uma dimensão que só quem sente
Beijinhos para todos pais, meninos e meninas , adultos.
Que vivem esta realidade, conturbada de um Amor sem Igual.

Mãe Mina
2/4/2020

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Comparações


Comparar ,incomparáveis , ou não!?

 A sensação de permanente pânico  que vives  , num país que não conheces totalmente a língua, apenas algumas palavras básicas  , terás sempre dificuldade em entender, o que te faz aumentar o pânico, ainda assim consegues alguma linguagem gestual e corporal que indicam a tua ansiedade e necessidade ajuda, que *"atabalhoadamente" vais pedindo.

No autismo vive-se um bocadinho isto , mesmo com a linguagem correta , o  estado de frequentes incertezas, acumulado com facto de não pedir ajuda, apenas emitir sinais  de dificuldade e ansiedade que ninguém percebe, até mesmo quando sabem têm necessidade de confirmação e aprovação.

Torna-lhes o mundo complicado.
Atenção aos sinais...

quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Conversas Francas



Conversas francas, que a alguns poderiam incomodar!...
Em conversa com um amigo muito especial:
-Sabes eu fiz anos!?...E tu não me deste prenda!?...
-Pois não!...E o quê que tu gostavas?!..(pergunto-lhe eu)
-Advinha ?!...(diz-me ele)
Esta de adivinhar os pensamentos deles é muito reveladora e reporta-me para o meu Bruno, que utiliza muito esta técnica do advinha.
E pela transparência do discurso deles, às vezes consegue-se adivinhar...
Faço algumas tentativas pela lógica fotografias, tintas para pintar ,carros,mapas!...
Não chego lá eheheeh. e não vou revelar, mas é uma coisa tão simples que para a próxima prometo levar...
Espero não me esquecer até lá, deste pedido tão particular!...:D
É um segredo nosso...
Nota- esta conversa, como é lógico, foi tida com um jovem autista .

Este excerto já  foi escrito em 2010

Feliz Ano Novo 2020 a todos.
Os anos passam, mas as características, mantêm-se, se à algo que os distingue é a honestidade, e ingenuidade , entre outras...

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

"Consciência"



Depois de um  almoço, sem  a mãe por perto para controlar os excessos de comida.
Comeu pelo dia todo, ou pela semana inteira  :)
Não é daqueles autistas "niquentos"*, gosta de provar de tudo ( só não comeu peixe), porque será?
Entradas e sobremesas, rolaram, sem " espinhas"*, nem o facto de ser self-service o inibiu  dos exageros.
Nesse dia não comeu mais nada, o peso da consciência, era equivalente ao físico uma sobre carga.
Sabendo que dois dias depois ia ser avaliado no ginásio o arrependimento era latente.
Felizmente, têm noção que o excesso de peso, não é bom para saúde, mas gosta de comer ;)
Pronto estamos em época  de pecar um bocadinho...
Ainda assim o resultado não foi tão catastrófico, como ele imaginava, foram 400 g, que vai recuperar...

Aproveito, para desejar a todos um Feliz Natal, com muita alegria.
Comam e divirtam-se...
Sejam Felizes
Beijinhos

Mãe Mina

- "niquentos"= esquisitos
-"espinhas"=facilmente

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Convites


Tanto tempo à espera!
Parece uma coisa insignificante, para a maioria das pessoas .
Ser convidado para um simples almoço.
Por medo!? Por desconhecimento!?
As pessoas no espectro do autismo, raramente fazem parte das listas de convidados.
Em 34 anos conta-se pelos dedos de uma mão os convites, e sobram nos dedos.
Posso garantir que foram  apenas 3 : O primeiro no 10º. ano uma colega de seu nome Patrícia, que só o conheceu nesse ano, convidou para um almoço no  Fast-food (milagre).
Não posso precisar, se faz voluntariado à 4 ou à 5 anos, no primeiro ano foi convidado, mas tive que o trazer de volta, sem participar ( na altura escrevi os motivos , mas perderam-se esses registos).
Hoje talvez os tais 5 anos depois repetiu-se o convite, meio receosa lá o fui levar para o almoço com os outros voluntários, num espaço demasiado grande para um autista se movimentar, com menu self-service, como é que ele se irá desenrascar!?...
O meu contacto, está sempre disponível, para qualquer eventualidade, deixo-o ficar com o grupo às 12:30 e vou busca-lo quando me ligarem às 14:30, o tempo suficiente para se " empaturrar", a primeira ronda com vigilância de uma das orientadoras do projecto.
As restantes foi sozinho.
O quê, que comeste!?
-Muito. (primeiro as entradas, tudo o que tinha direito  (risos) um de cada que o rapaz não é esquisito.
Depois duas vezes os menu prato, não especificou o quê .
E ainda para terminar, duas vezes se levantou para ir às sobremesas.
Isto porque a mãe disse para não encher, muito os pratos ;)
Resumindo comeu que se fartou, não teve tempo para convívios, mas correu bem segundo as informações.
E assim vamos de festas, a ver vamos se p'ro ano o convidam ;)



11 Anos


Parece, que o blogue entrou num vazio.
Outras redes entraram no circuito, e perdeu-se muito da inter-acção quebrou-se muito da relação.
Já não se partilha como antes o dia a dia as aventuras e desventuras, de uma vida com as Perturbações do Espectro do Autismo.
Não é mais ,nem menos do que a nossa experiência de mãe e filho, e o mundo que nos envolve, com a transparência e a verdade sempre de mãos dadas.
A vida não parou, e muito por aqui já se passou, não falamos em termos técnicos, falamos a linguagem do coração.
E aqui nos mantemos e reencontra-mos a nossa história.
Um abraço a todos aos que longo destes anos por aqui têm passado, no silêncio, que seja inspirador para outras famílias.
O Autismo não é o fim do mundo, é o principio de uma nova vida, com muito para aprender e viver com verdade...

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Contratos de trabalho"""


Não é hoje o tal dia, o dia que  ONU, considerou, o dia internacional ( para/com) a pessoa com deficiência.
Hoje é outro dia, um dia normal, e supostamente igual para todos.
Igualmente diferente para todos, ou talvez não!?
Porque os tais os que estão no "pacote", só têm aqueles de dias, os marcados.
Nos restantes dias, são assim uma espécie de gente que "hiberna", nos seus "casulos".
Vivem do ar , então se a perturbação for do espectro do autismo, vem mesmo a calhar " vivem na lua", porque o planeta terra não reconhece  as "aves raras".
Direitos, qualidade de vida, empregos... Oh! que festa!
À dias um dos nossos adultos  conseguiu , um contrato de trabalho.
Mas que ousadia , um quase milagre, uma festa daqueles com direito a foguetes.
Ficou tão feliz que achou que lhe tinha saída a sorte grande, sim de facto ele interiorizou  bem, que para qualquer adulto com perturbação do espectro do autismo será esta a sua visão.
Do meu ponto vista, a quem saiu a sorte grande, foi à empresa, que contratou este funcionário, vai ser certamente assíduo, pontual, cumpridor das suas tarefas, prestável...
Claro que terá algumas dificuldades, como qualquer ser humano, que serão facilmente resolvidas com compreensão e conhecimento.
O maior erro da humanidade é julgar só por um "pacote", que desconhece...

Opinião de mãe
Mina