Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

terça-feira, 30 de agosto de 2016

" Não dá; Não dá, Não dá"


Lá vou eu bater na mesma tecla.
Devo estar a torna-me autista!?
Ninguém mais do que eu ambiciona com todas as forças a inclusão, mas a força não basta, o desejo não basta, a vontade não basta.
Têm dias que só vejo os impossíveis, para quê bater na mesma tecla, cansada das minhas repetições, cansada do meu querer, se nada resulta.
Não posso culpar os outros por falta de compreensão ou de tentativa de inclusão, se ele não facilita.
Mesmo eu que já levo anos de preparação, e muitas vezes , já antevejo o que se vai passar, falta-me a paciência  e  a capacidade de dar a volta ao assunto, apenas me apetece desistir.
Os outros não têm obrigação de  aturar  todos os comportamentos desajustados e a falta de senso, que ele diz não conseguir controlar.
Pode retrair-se por momentos, mas rápidamente volta à  "carga"*, fazer ou dizer o que se já lhe disse milhares de vezes que não é suposto , dizer ou fazer, e que se deve limitar às suas funções.
Sem saber que ele retomaria hoje uma das tarefas, o meu "feeling"* , já me dizia que se ia passar  alguma coisa, muniu de telemóvel, para qualquer eventualidade.
Chegada ao local onde o ia deixar, a Drª. dirigiu-se a mim, se tinha algum tempo para falar, lógico que tenho  todo tempo do mundo.
Lá estacionei o carro e estivemos a conversar, infelizmente nada que eu não esperasse do seu comportamento provocatório, se estiver com uma criança comportasse como ela.
Se vir uma pessoa do outro lado da rua, grita pelo nome dela (excesso de confiança, que ninguém lhe deu).
Na entrega  se for pessoas que lhe agradem mais, manda as passar à frente.
Dá informações que estão nos estatutos de atribuição, mas que não lhe compete a ele e as pessoas obviamente , não gostam.
Um sem número de comportamentos, que já o avisamos centenas de vezes, para não fazer.
Não pude tomar outra atitude, senão dizer lhe para o suspenderem, para ver se ele aprende.
Assim, não dá, não dá, os avisos não servem, as chantagens não servem.
O que fazer !? Desta vez ficou, até trabalha e faz bem as coisa.
Quando o fui buscar, voltou à parte palerma.
Oh! My god.
*-Carga- a mesma coisa
*feeling- sentimento,sensação

domingo, 28 de agosto de 2016

No complexo Mundo do Autismo


Prioridades
Não é meu hábito, em 31 anos de vida.
Terá sido a primeira vez, que uso a condição dele ser diferente , para ter prioridade.
Ele não é autista como o referi, mas têm  Autismo uma condição para  toda vida, que o impediria de usar essa coisa das prioridades.
Por muito que gostasse do artista e lhe  quisesse dizer que ficaram algumas músicas por cantar no espectáculo, nomeadamente o tema : "Quem me leva os  meus fantasmas"
Quem aguentou  quase duas horas pela entrada do artista em palco.
Quem cantou, pulou ( como artista sugeriu) durante as duas horas de espectáculo até se lesionar, que se quis sobre pôr em alguns temas ao próprio Pedro Abrunhosa, músicas que ele sabe de cor e salteado.
Nunca ousaria pedir aquilo a que têm direito o tratamento prioritário.
Para ser franca, poderia ter-me vindo embora. sem esse cumprimento e sem essa entrada, escusava de passar por insinuações maldosas e ignorantes de quem não distingue.
Eu (mãe) quis rapidamente despachar aquele encontro para não ser maçador, e não incomodar os outros que estavam em fila de espera.
Em Feira dos Frutos 2016


 Algumas vezes não sei bem qual o sentimento que posso definir em cada situação, será um misto de vergonha, ou de tristeza.
Curiosamente, não sei bem o porquê deste mal estar, na situação descrita..
Vergonha porquê!?se tenho um filho  fantástico e puro.
A única condição que o distingue, é ser portador de uma perturbação do espectro do Autismo, o que faz dele o tal ser humano extraordinário , mas que não enxerga a maldade , que possuí  algumas inabilidades relativas à sua condição especial a nível comportamental, que se resumem em poucas palavras:
Dificuldades na comunicação e socialização ( a forma particular, de se querer fazer entender, pode ser desajustada). Diria mesmo incompreensível para quem não fizer um pequeno esforço.
Indo agora ao que me levou a mais esta reflexão:
Devo calar-me, e manter oculta esta condição!?
Ou devo ter alguma coragem de passar a palavra, que não é má educação, e faz parte da sua maneira de ser!?
Não tenho a capacidade de mudar o mundo, mas gostaria que o maior número de pessoas , estivessem atentos e compreendessem, não estarei cá para sempre , e preciso mesmo que entendam.

Obrigada
Mãe Mina

Nota-No fundo ele queria tirar uma foto com artista, que não ousamos pedir, que como bom autista cumpridor de regras,  perante a informação "expressamente proibido tirar fotos", ele não iria quebrar a regra.
Trouxemos de recordação este postal e um CD, para este fã especial.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

"Tem Futuro!?:)


Eu gostava de ser jornalista e comentador desportivo no Canal a Bola TV e com o programa "A BOLA DA MANHÃ".
Gostava de apresentar o programa a "A BOLA DA MANHÃ", a ir para o ar antes do programa a A BOLA DO MEIO-DIA.
Eu gostava de apresentar "A BOLA DA MANHÃ" a ir para o ar entre as 10horas da manhã e as 11:40.
Eu começava assim.
-O Benfica venceu a supertaça Cândido Oliveira, vencendo o Sporting de Braga por 3-0
-Rui Vinhas venceu a volta a Portugal em bicicleta.
-Portugal venceu as Honduras por 2-1 nos jogos Olímpicos etc.
 Vai começar "A BOLA DA MANHÃ.
Muito bom dia , o  Benfica venceu a supertaça Cândido Oliveira ao vencer  Sporting de Braga por 3-0-
A certa altura eu era capaz de dizer :
É meu convidado nesta bola da manhã o Rui Vinhas  vencedor da volta a Portugal em bicicleta.
Rui Vinhas , antes de mais muitos parabéns pela vitória nesta volta a Portugal etc.
Eu gostava de criar um novo programa de informação desportiva ás 10 horas da manhã chamado " A BOLA DA MANHÃ ", todas as manhas na BOLA TV.
Eu queria ir aos estúdios da BOLA TV, para saber se aprovam ou não a minha sugestão, de estrear o programa "A BOLA DA MANHÃ" diariamente ás 10 horas na BOLA TV
Por volta das 11:35 eu digo:
Antes de fechar-mos esta "A BOLA DA MANHÃ", vamos recordar os principais destaques.
Por volta das 11:40 eu digo fica por aqui  "A BOLA DA MANHÃ", já a seguir Alexandre Èvora apresenta  A BOLA DO MEIO DIA.
Fiquem Bem, fiquem com a BOLA TV
Tchau.
Ainda escrito por ele, em jeito de comentário.
De manhã é quando há menos desportos, por isso eu queria criar e apresentar de manhã o programa  "A BOLA DA MANHÃ", entre as 1o e as 11:40 da manhã.
Os programas que costumavam dar na BOLA TV a essas horas da manhã, passavam  a dar das 14:13 ás 15:53, substituindo a repetição do programa  A BOLA DA NOITE.
Eu queria saber se o director de programas da BOLA TV concorda comigo ou não.

Textos transcritos na integra

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

A Febre das novelas


Eu ando a embirrar principalmente entre as 15:10 e as 15:25, porquê é a hora onde estão a dar mais telenovelas ao mesmo tempo e eu não gosto de telenovelas e a essa hora não posso fazer muitas coisas porque a essa hora estamos todos a fazer a disgestão do almoço.
RTP1-BEM-VINDOS A BEIRAIS
SIC-DANCING DAYS
TVI-MUNDO MEU
CMTV-A ESCRAVA ISAURA
TVI FICÇÃO-MORANGOS COM AÇÚCAR
RTP ÁFRICA-OS NOSSOS DIAS
Este número de telenovelas ainda poderá aumentar uma vez que entre as 15 e as 16horas que tem aparecido cada vez mais telenovelas.
Eu até  lhe chamo uma grande novelada. Ou a hora  do novelo.
A RTP MEMÓRIA é um dos canais que escapa digamos assim a este tubarão de novelos pois dá telenovelas a horas diferentes ás 17 horas e não às 15 horas como nos outros canais a telenovela é a "GRANDE APOSTA".
Eu acho estranho porque razão a CMTV pode dar telenovelas se devia ser um canal de informação irrita-me porque dá telenovelas.
Texto Integralmente escrito pelo Bruno (2016)

Outro texto o mesmo tema.

Eu refilar muito com as segundas-feiras tem resultado por isso eu vou continuar a refilar para ver se resulta.
Há menos coisas fechadas à segunda-feira
Exemplos:
Restaurante O Naco na Pedra
Restaurante O Telheiro
Museu colecção Berardo
Museu Caulouste Gulbbenkian
Museu da Marinha
Restaurante os Pneus
Museu Barata Feio
 E se eu continuar a refilar pode ser que a RTP1 não volte a dar telenovelas às 15 horas que chamo a hora do novelo porque a essa hora é só telenovelas, telenovelas e mais telenovelas .
Porque se a RTP1 voltar a dar o Bem- Vindos a Beirais
Texto Integralmente escrito pelo Bruno (2016)

terça-feira, 16 de agosto de 2016

O lado "negro" do Autismo



É apanágio dos pais e dos amigos de pessoas com autismo, verem céus estrelados, luzes brilhantes, anjos,  e as cores do arco íris que nos transmitem com a sua pureza, os seres mais inocentes e transparentes do planeta.
Mas à o reverso da medalha esta transparência é lhes muitas vezes prejudicial (esta falta de filtro) , assusta nos, o que virá dali!
Os maiores entraves são o comportamento social, o saber estar em grupo e conviver de acordo com os padrões, mas a isso já me habituei e não é impedimento de nada, desde que eu (mãe) esteja por perto.
Há dias foi convidado para um jantar com o grupo de voluntariado.
-Upiiiiiii! É desta que ele vai, feliz da vida, lá o vou levar ao local de encontro, já convencida que alguns comportamentos , não vão ser os padrão , mas que o irão entender.
O que eu não previa, é que o iria trazer de volta sem esperar pelo jantar!
Mas porquê!?
Porque é sempre assim, comportamentos provocatórios (...)
Se , se lhe diz para não dizer, ou não fazer, é precisamente isso que ele faz, e insisti, insisti, até não haver paciência (desde criança que o faz), pode parecer banal , mas é complicado lidar com este tipo de comportamento, até porque não voltaria para casa descansada, se o deixa-se lá.
Como é que há-de conseguir socializar!?
E ainda pergunta porquê!?
Se ele acha que não têm mal nenhum chamar nomes (alcunhas ás pessoas) , mesmo que elas não gostem.
Ou que faça de papagaio imitador.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Preparação!...

Do pensamento e do desejo à acção, vai um longo caminho.
As celebres segundas-feiras precisam de ser ocupadas, com o CC* a terminar a validade, vai ser esse o dia da renovação.
Planeamos que fosse sozinho, uma parte do percurso a pé e a outra de Toma**.
Chegada a hora , a mãe leva-te de carro (o tempo está nublado, pode chover,(desculpas)).
Mas entras sozinho, fazes tudo sozinho, faz de conta que eu não estou lá.

Leva o cartão no bolso e o dinheiro para o pagamento.
Dirige-se à máquina para tirar a senha de atendimento, aparece no visor : Pedido-Levantamento- Alteração de morada e ainda um outro.
-Fogo, vocifera  é expressão que usa quando está atrapalhado ( não estava lá a dizer  renovação), que seria a palavra chave.
Retira a senha do pedido, e senta-se em frente ao monitor, embora só faltem 4 números , aguarda quase uma hora, enquanto a mãe  está numa fila na diagonal, fingindo não estar, mas estando sempre a observar :)
-Quando chegar a tua vez, não precisas de ir a correr, vai com calma, dizes : Boa tarde, venho tratar da renovação do cartão de cidadão, e segues todas as indicações da pessoa que te atender ( conselhos da mãe).
Sentada ao lado dele , está uma senhora, com número anterior ao dele, assim que chamam aquele número, avisa logo a senhora  que é a vez dela .
Qual vai devagar, quando chamam a senha dele, lá vai no seu correr desengonçado , com medo que chamem  o número seguinte .
 Ele senta-se e a mãe aproxima-se e diz à senhora que vai estar ali ao lado se for necessário alguma coisa.
Acabando no entanto por ficar na cadeira ao lado, mas sem intervir.
A conversação é entre os dois (ele e a funcionária), a mãe  só interfere quando é para tirar a foto ( mas não serviu de nada), porque olhar para lente e não sorrir é complicado e não consegue fazê-lo  com  naturalidade ( lá voltou a ficar com ar de assassino procura-se).
Enfim, do mal o menos, não foi sozinho, e a preparação acabou por ser mais para a funcionária, que até lidou muito bem com ele, no fundo também é isso que se pretende que as pessoas entendam.
Vamos ver se quando for o levantamento, já o vai fazer sozinho ;)

domingo, 29 de maio de 2016

"É dose"



Socorro! :)
Vêm aí a segunda-feira...
-O quê, que faço à segunda-feira!?
-Não tenho nada, para fazer à segunda-feira!
-Segunda-feira é o "tubarão" dos encerramentos.
-À segunda-feira só dá  "novelos" (novelas)
-À segunda-feira está tudo fechado.
Pergunto-lhe o que está fechado?
-Tudo.
-Tudo!?
São os museus.
Riposto que são só os museus, mas ele acrescenta que é  99%  das coisas.
Acrescenta cafés, restaurantes, cabeleireiros,hoje até os supermercados acrescentou à lista.
Irra, que não se aguenta mais ouvir todos os dias, a segunda-feira a ocupar a conversa e o pensamento, que até com os "botões" (sim também fala muito sozinho), têm este discurso fixo das segundas-feiras.
Faço chantagens, ameaças, mas o raio das segundas-feiras não o largam, então ao domingo, ganham maior força.
-De amanhã não passa,( ameaça) :" vais bater com a cabeça em tudo que estiver aberto", vai-te ficar a doer a cabeça, mesmo assim continua a malfadada segunda-feira.
-Aposta um milhão, em como está tudo encerrado à segunda-feira, ( e que por isso não se vai magoar)
Outra táctica, vamos já hoje verificar o que está fechado ao domingo, levas um caderno e  assentas os estabelecimentos que estão fechados, e na segunda-feira a mesma coisa e depois comparas.
Renitente, continua a fixação da segunda-feira, que leva anos nisto, já dava para escrever um livro com o titulo : "  A Segunda-Feira" :)
Alterou um bocadinho o discurso, não à nada para fazer à segunda-feira no Inverno.
A ver se até lá me safo, deste enjoo de segundas-feiras.
Imagino, que também já as enjoaram ao ler este texto de segundas-feiras ;)

sábado, 7 de maio de 2016

6º. Caminho Azul

6º. Caminho Azul
Consciencialização para as Perturbações do Espectro do Autismo.
Dia 2 de Abril na Foz do Arelho- Caldas da Rainha



segunda-feira, 2 de maio de 2016

Autismo na idade adulta


Uma realidade!
3 Adultos 3 realidades diferentes, interligadas pelas perturbações do espectro  do autismo  que não devemos ocultar!
Um dos casos deste video, é o protagonista deste blogue.
Entrevista da jornalista  Vanessa Fidalgo no CMTV de 20 Março 2016

O tempo avança


Há quanto tempo!
Aqui não escrevemos nada, com tanto  , para dizer e outros tantos rascunhos , por aqui guardados, neste que acaba por ser o nosso album de recordações que não temos actualizado.
Em Março , foi uma data importante que aqui não registamos, mais um aniversário, do nosso protagonista do blogue.
Em Abril o mês por excelência do Autismo onde se tornam mais visíveis os alertas para a conscencialização desta perturbação do desenvolvimento, nós por cá demos a nossa contribuição com o 6º. Caminho Azul, e uma sessão do projeto voluntariado que já havia terminado.
Assim um pequeno resumo, que tentarei actualizar durante o mês de Maio.
Obrigado a todos que ainda assim se mantêm fiéis a este cantinho, de Amor Azul.