Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

sábado, 16 de janeiro de 2010

Oh!... P'ra mim Espantada!...


É normal os Asperger cumprirem as regras rigidamente. Alguns ás vezes fogem ás regras e devo sempre referir que cada caso é um caso. E neste espectro esta máxima aplicasse mais do que em outras patologias é muito variável de pessoa para pessoa.
Ora como eu ontem contei, fomos á médica de família que disse ao Bruno que já estava ali com umas gordurinhas rsss. Nada que a mãe já não lhe tenha referido, várias vezes que há alimentos que engordam e que têm de controlar aquele apetite. Por acaso nem falamos em dieta, mas referimos que há alimentos muito calóricos que tem de ser evitados, tal com os amendoins . Que ele devora qual "macaquinho"ihihih
Hoje ao jantar surpreendeu-me , não quis comer o 2º prato, argumentando que não é para perder gorduras, mas sim para não ganhar mais gordura...
Então ficou-se pela entrada queijo fresco, sopa,e fruta papaia e maça...
Boa, filho. Vamos ver até quando te vais lembrar desta máxima, dos cuidados alimentares?!...

15 comentários:

Visite www.arteautismo.com disse...

Oi Mina ,
e tu pensas que Bruno é bobo é?
Até Filipe uma especie de aspie com autista clássico sabe o que é dieta e o que não deve comer. Não fazem porque comer lhes faz bem como tu diz {lool}
Eu confesso que até hj , não entendi direito este {lool}
Parece kkkkkkkk.... e é né?
E olha tô ruborizada , porque até agora não leste o comentário da calçola. Lá no FOGO!!! (Ainda bem)......kkkkkkk
Ah diz ao Bruno que: pera ameixas , dão saciedade porque não elevam a glicose . A vilã da história.
E comer meia hora antes do habitual , poderia acabar com o comer rápido demais. Se se ele fizer isso o cerébro dele não vai registrar a comida que entra. Devagar sacia mais. Ele vai entender porque é inteligente.
E diga que hoje ele foi 1000. Merece uma estadia na praia limpinha do Filipe.
Beijos nos dois com muchooooooooo carinho!
Ray

AVOGI disse...

óptimo. Os conselhos da mãe surtiram resultados. mas qual é o filho que não ouvem mãe? Mais tarde ou mais cedo eles ouvem. espero que ele cumpra com o que se propõe a fazer se realmente tem alguns pneuzinhos ...

BrunoV. disse...

Ray,
Eu bem queria ir para a praia limpinha do Filipe. Ele toma banho na praia de Copacabana ou é outra praia? Eu no Brasil prefiro a praia de Copacabana não sei porquê mas eu ouvi falar mais nessa praia.
Ontem tive essa ideia genial mas hoje já não eu nem sempre tenho a ideia de fazer uma dieta é só de vez em quando mas é raro. Só de falar em comida já me levantei para ir comer amendoins. Eu não me consigo controlar. Tenho sempre muito apetite e só me apetece comer.
Beijos Ray e Filipe

Mina disse...

Ray
Minha querida, o loool é a carinha de espanto rsss
Porque a ansiedade e a necessidade que têm em comer é superior a qualquer conversa., e por isso fiquei espantada.
Como vês, foi sol de pouca dura.
A comida para ele funciona também como redutor da ansiedade.
E o hábito de comer depressa adquiriu no CAO. Porquê tem pouco tempo para almoçar. e têm sempre medo que as carrinhas o deixem lá ficar...

E minha amiga eu li o episódio das calçola rsss, tudo neste blog é lido e respondido com o maior carinho e respeito por quem deixa a sua mensagem.
Nunca aqui foi apagado ou retirado qualquer comentário pelos gestores deste blog, porque ninguém é obrigado a se manifestar e se o faz é de livre vontade e como tal deve expressar as suas opiniões livremente, desde que não ofenda por palavras e actos ou deteriore os conteúdos deste blog que são sérios.
Eu prezo muito e respeito, todos os que por aqui passam e deixam o seu comentário.
E posso ser brincalhona, mas nem neste nem noutros blogues onde comento, ofendi alguém ou terei sido menos correcta, mas para alguns quando se diz o que se sente soa a falso. E talvez por isso, já tenham apagado muitos ou retirado muitos dos meus comentários em outros blogues.
O que eu evidentemente respeito,que cada um gere o seu blog da forma que entende, cada um sabe de si e Deus sabe de todos.
Agora não posso deixar de dizer que fiquei desiludida por ter andado a perder a meu tempo em partilhar a minha vida e deste meu filho com pessoas que não tinham essa vontade de partilhar...

E o comentário das calçolas, só não foi logo respondido por mim, que estava espera que o Bruno leia primeiro, o que já fez e comentou kkk, embora ele tenha sempre dificuldade em dar respostas, e também o da Atena estava pendente da resposta dele, que ele têm pouco tempo no PC, e o que têm é para arejar os climas rsss.
Quando eu não tiver disponibilidade para responder a todos, pelo menos ficaram sempre com o meu obrigado Ray
Bjocas

Mina disse...

Avogi
Nem sempre os nossos filhos, nos escutam, alías a maior parte das vezes "entra a 100 saí a 200" rsss
E muito menos obdecem ao que nós dizemos, numa medição de forças constante.
Faz parte do crescimento da personalidade e da educação.
Eu infelizmente sou uma mãe muito premissiva, e por isso eles abusam...
E também no caso do Bruno, ele ás vezes não cumpre o establecido, se o desejo dele for maior, até porque esquece rapidamente o que digo rsss
Mas "água mole em pedra dura tanto bate até que fura", e lá estou eu sempre "a bater na mesma tecla", diáriamente
bjocas
Bjocas

Mrs_Noris disse...

Quando o médico diz é para se cumprir à risca.

Em questões de saúde o M também tende a ser bastante inflexível, e nem é preciso o médico avisar, basta ouvir dizer. Por exemplo, de repente rejeitou as pastilhas elásticas. Razão: a professora explicou a um colega como é que reage o estômago quando se mastiga uma pastilha. O que fazer: desmistificar.
Beijokas.

Mrs_Noris disse...

Já agora,

lol = laughing out loud = gargalhadas

kisses.

Mina disse...

Noris
Se for com outras coisas ele até pode aceitar.
Agora com a comida é mais forte do que ele, quando ele não têm apetite alguma coisa corre mal...
Mas continuo sempre a alerta-lo e até assustá-lo com as consequências de comer em demasia.
Como ele têm medo de agulhas, vou-lhe falando na possibilidade de vir a ter diabetes se não controlar o pecado da gula.
Já conseguimos estabilizar o roer as unhas, que também era mau para a saúde ele já controla embora corte tão rentes, que até parece mentira...
Que bom o M. perceber o maleficío das pastilhas, agora mamã, faz favor de dar o exemplo kkkk
bjocas

Visite www.arteautismo.com disse...

Oi Bruno, sabe cada dia fico mais admirada com sua perspicácia .
Dizes o real temor de ser pego de cuecas , de transgredir a lei.
Perfeitamente normal querido!
A gente não pode sair por aí assim. Mas creio que as autoridades entenderiam perfeitamente.
Mas olha cuidado com amendoins são muito calórícos . Troque por fruta ou amendôas. Mas não coma muito. Tudo que é demais faz mal.
Tenho certeza que voce vai saber o que fazer.
Olha a praia limpinha é na regiao dos lagos em Cabo Frio distante do Rio uns 150 kms, olha acreditas que as vezes vemos baleia passar ao longe nesta praia? a outra é a praia do Forno em arraial do Cabo. Perto de Cabo frio também.
Bruno , creio que é melhor que Caribe. Agua límpida e quentinha.
Quem sabe um dia teu pai e a Mina não traz voce aqui?
Voce viria?
Beijos!
Ray
Mina querida , não liguei para o episódio das calçolas , eu era uma criança e não me restava muita opção né. rs
Melhor fez o Bruno que se escondeu rs rs....
Um beijo e um abraço bem apertado em ti.
Ray

Mina disse...

Ray
O Bruno, já foi para a camita, hoje esteve a tarde toda no Pc, a jogar e a ver os climas...
Oh, ele ia já no primeiro voo para o Brasil, e até ia ter contigo rsss, nesse aspecto nem parece Asperger, para passear é com ele e se possível fugir ao frio lool
Quem sabe um dia não convençamos o pai a ir até aí, quando as viagens forem mais baratas, já fomos conhecer a Noris ao vivo e cores rsss, também estás na lista :)))

O teu episódio da calçola teve graça amiga , estou a ver-te a correr com as calças debaixo do braço rsss.
Desculpa se te soou mal o esclarecimento de que tudo aqui é lido por mim com respeito e carinho, tal como tu também o fazes.
Todos o que generosamente deixam os seus comentários, onde se partilha alegrias, tristezas,e até tontices, que fazem parte da vida.
E somos mães no mesmo barco, que por ter-mos uns filhos especiais, não deixamos de viver...
Bjocas

RosarioL disse...

Querida Mãe Mina
Apresento aqui a minha admiração, pois só o nosso amor é que permite tais procedimentos como mãe!
Tenho um filho com um problema, que não sabemos ainda o que é que ele tem!!! Andamos durante três anos a perder tempo no HPediatrico de Coimbra, e por fim a ultima gota... a Dra Conceição Robalo medicou, e passado três meses ralhou comgo por lhe ter dadp aquela medicação, não se lembrava...
Dirigo-me a Mãe Mina, para lhe perguntar qual o médico de confiança depois das sua larga experiência?
MUITO OBRIGADA
MÃE ROSÁRIO (perdida).
rosario@scmestarreja.pt

Mina disse...

Querida mãe Rosário

O meu único papel aqui é o de mãe, que têm ajustado a vida á condição deste meu filho especial, não tenho formação, para mais.

O que aqui escrevo são sempre as minhas vivências e experiências ao longo deste nosso percurso.

E minha querida mãe entendo a sua angustia, e o sentir se perdida.

Na minha opinião é importante ter um diagnóstico concreto, não pelo facto de ter um rotulo, mas para saber para onde deve dirigir as suas forças.

O principal é de facto o amor e os afectos ,são uma boa terapia, depois a união entre todos os meios envolventes á criança, familia, professores, terapeutas, médicos uma equipe que funcione com ele. Mas continuo sem desprimor para os técnicos de saúde que coração de mãe raramente se engana, mas precisa de ajuda. E se nos têm vindo a acompanhar o meu filho é um adulto, e na altura em que nós pais já suspeitavamos de um quadro relacionado com autismo, não havia os meios agora existentes , nem se falava em SA. Daí ele tenha passado, por vários diagnósticos, que hoje em dia até entendo alguma confusão, que nenhum médico conhece tão bem o nosso filho como nós. E as ligações que eu fazia com o autismo , estavam certas. E não tinha nem nunca tive problema em aceita-lo, no entanto um dos médicos que o seguiu durante anos dizia que ele tinha uma perturbação emocional, mesmo nós insistindo que ele tinha comportamentos autistas, mas isto já foi há anos e nem considero que esse psicolgo tenha sido mau técnico, mas só conhecia o autismo classico, e nesse o Bruno não se enquadrava, acho até que este psicolgo já se terá retirado da actividade.

Esta nossa busca já começou á 21 anos, passamos por vários, não lhe consigo indicar nenhum até porque os tempos são outros nenhum deles conhecia esta síndrome.Mas é procurar dependendo da idade da criança há já médicos especialistas em perturbações de desenvolvimento, em alguns centros. Em Coimbra provavelmente também haverá?...

Quanto á medicação têm de se medir muito bem os ganhos, que ela tenha para o doente e conversar com médico numa relação de confiança. Eu sempre me tenho baseado nessa formula, e só medico o meu filho se necessário e que se veja efeito, e não sedação.

Bjocas

Sempre ao dispôr, se precisar de desabafar, não está só têm o nosso email, minaebruno.v@gmail.com

BrunoV. disse...

Ray
Cabo Frio fica para os lados de Buzios ou de Angra dos Reis ou não fica para esses lados?
Eu bem queria ir até ai mas o dinheiro não chega para tudo.
Estamos à espera de promoções baratas.
Beijos

Margarida disse...

Mina
Olá
Uma passagem rápida só para agradecer o apoio dado e dizer ao Bruno que também amo amendoins (quero lá saber que sejam calóricos) e cajus, e passas, e pistaches...enfim...tudo o que engorda. Mas, como ele também eu não quero ganhar mais gorduras.
Mas na fase em que ando...fico só pelas promessas. Quando me sinto desanimada....ataco os chocolates!
Bjs

Mina disse...

Margarida
Obrigada, pela "rapidinha", mas não têm que se preocupar com a visitas embora goste muito de a cá receber.
Mas primeiro está a saúde da mãe, e sua estabalidade emocional, os amigos sabem esperar e compreender, que há um tempo para tudo.Mas também convêm vir aqui de vez enquanto para arejar as ideias. kkkk
Ah! e já agora partilhamos uns cajus, e por mim também pode ser batata frita que não resisto até com chá loool
bjocas e força, para ajudar a mamy a reerguer.