Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

domingo, 11 de outubro de 2009

2º. Acto!... Eleitoral !...


Confesso que tinha um outro discurso muito mais idílico, preparado na minha cabeça...
Ontem á noite ele dizia-me: mãe, amanhã vamos votar.
Desta vez as coisas só podem correr bem, interiorizei eu...
Alertado para a dificuldade de desta vez serem três boletins, fizemos o treino da dobragem, ainda no caminho na viatura lhe pedi para o fazer, para poder confirmar, se estava em ordem.
Ele já me tinha referido qual a sua escolha para presidente da Câmara, sugeri-lhe que para os outros dois "assentos", Presidente da Junta e Assembleia Municipal, votasse no mesmo partido, para lhe facilitar a escolha, que não precisava nem devia escrever nomes, era só colocar a cruz nos respectivos boletins...
Mais uma vez me dirijo com ele ao local, desta vez fico na soleira da porta, a aguardar... e nem refiro o PEA, , que foi notório.
Ele pega nos 3 boletins, mais uma vez fica baralhado, acho que lhe apetecia sentar se, indicam-lhe um "privado duplo", onde no outro lado está uma pessoa a votar.
Numa atitude provocatória, vai espreitar o voto.
E diz :ele já pôs a cruz e supostamente iria apontar no boletim, tive de entrar e me aproximar para o mandar calar e referir de novo o secretismo do voto.
Lá vai ele de novo para traz do "biombo", fica de novo confuso, porque não sabe qual dos 3 boletins é para eleger o Presidente da Câmara, e sai do local para vir procurar não propriamente qual é o boletim para votar no Presidente, mas é muito mais explícito e refere o nome.
Lá entro de novo em acção, a referir o secretismo do voto...
E claro que não estava a gritar da soleira da porta, aproximei-me em todas as situações...
E estive sempre a ouvir a informação que não podíamos falar, que o voto seria anulado, isto foi referido várias vezes, era com o que eu estava menos preocupada...
Eu só queria que ele fosse capaz.
Eu não estava a interferir na escolha, mas na orientação...
Ainda tive de intervir, novamente na explicação da dobragem dos boletins, que estava correcta, ou não tivesse dobrado os três boletins num conjunto, mais uma vez tive de alertar para os dobrar de forma individual.
E como sempre aéreo, vinha embora sem os documentos.
Concluo que no cérebro dele continua a não perceber o secretismo, estes segredos não lhe encaixam em circunstância alguma.
Fiquei desiludida, por não ter corrido melhor, desta vez...

4 comentários:

avogi disse...

Aos poucos vai melhorar. Força, nada de desanimos.Na próxima vai correr melhor, assim espero.

Mrs_Noris disse...

Ai Bruno, o voto não é uma brincadeira, é um acto sério. É só ir atrás do biombo, colocar a cruz e dobrar os boletins em 4, sempre em silêncio e sem olhar para o lado. O Martim foi comigo, viu como se vota e até dobrou um dos boletins. Quando saímos do biombo, estava a rir-se mal disfarçadamente com a mão na boca. Mas não disse nada porque tem medo dos polícias. hihihihih
Não desanimes Bruno. Para a próxima vai correr tudo 5 estrelas.

Mina disse...

Avogi
Não sei, não, eu hoje ia muito confiante que as coisas iam correr muito bem, daí a maior desilusão.
Nas eleições anteriores senti que não o tinha preparado, o que me fez sentir culpada...
Mas desta vez estava tudo estudado.
Mas fui surpreendida, pela sua imprivisivilidade.
Para me confortar, ele disse que agora só daqui a 2 anos creio, que nem estava com atenção, para as Presidenciais e nesses boletins já bem o nome...
Espero que corra mesmo, melhor, mas até lá irá esquecer...
bjocas

Mina disse...

Noris
Há muito que ele nem tinha destas atitudes provocatórias de chamar à atenção, e esse foi o facto que mais me entristeceu.
Em relação ao voto em si também estava tudo esclarecido, não percebo a atitude de quer saber qual era o boletim do Presidente da Camara, se era para pôr a cruz em todos os boletins igual,era portanto indiferente, mas é este pensamento "Aspie", que precisa de certezas para tudo.
Relembraram-me que poderia levar o atestado...
P´ra próxima mandou-o, mas é sozinho rsss
Bjocas