Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

terça-feira, 12 de março de 2013

"Dá nas vistas"



O meu rapaz é um grande companheiro, e ajudante nas compras.

Mas dá nas vistas, sinto que está sempre  a ser vigiado, pelo seu jeito particular de andar e de estar.

Ou porque fala constantemente com os seus pensamentos, o que acaba por o deixar mais agitado de forma a salientar as suas estereotopias ( estalar os dedos,bater as "asas"...), serão mais os (tiques) a que já estou habituada, mas tento controlar em locais públicos, chamando-o para o pé de mim ou dando-lhe tarefas para  o ocupar (ir buscar alguns artigos).

Há dias num supermercado onde  nós ,eramos os únicos clientes, notei que o segurança o seguia de corredor em corredor, não sei se por não ter mais ninguém a quem vigiar (únicos clientes naquele período de tempo), restavam mais dois funcionários na área comercial.

Num repente, um daqueles pensamentos "sobe-lhe" à cabeça, e vai com a mesma rapidez, aos frigoríficos, pega numa caixa de hambúrgueres de vaca congelados, no seu jeito de falar alto e bom som.

- Como é que se vê se têm carne de cavalo!? E que polémica é essa!? (diz ele)

-Vê-se através de uma análise à carne, mas isso não nos compete a nós, verificar, têm de ser a inspecção ( filhote).

A mãe não quer hambúrgueres, (só te pedi ervilhas ), sabes que eu não uso desses hambúrgueres, mesmo assim ainda os queria trazer para analisar ( valha-nos Deus)

12 comentários:

Grilinha disse...

Terrível mania e curiosidade do ser humano.

Há muito que (tentei) deixar de fazer julgamentos. Que sabemos nós ????
Há muitos anos via uma criança mal comportada e achava que os pais não lhe davam educação...
Agora sei que era mal informada e podia ser muito mais do que isso.

Então que sabemos exactamente?
Melhor é evitar julgar e aceitar com normalidade.
Pelo menos, se não nos estiver a incomodar. Muitos beijinhos.

Mina disse...

Grilinha

Talvez tenhamos de passar pelas experiências, para dar valor e reconhecer!?

Há tanta coisa que não sei :(, o que sei devo ao meu filho, por isso também não julgo os que julgam, apenas não sabem.

Já os que não querem saber, e tem essa responsabilidade a esses julgo e não perdou :)

Beijokinhas

Fê Blue bird disse...

Prima:
São daqueles momentos em que dava jeito um buraco para nos enfiarmos :)

beijinho

Mina disse...

Prima Fê
É que uma criança pode ter estas atitudes que passa mais despercebida ou nem tanto ;) Mas num adulto dá mesmo nas vistas o que vale , havia poucas vistas a ver :)

Beijinhos e bom fim de semana

São disse...

Alto e bom som é também como falo: além de trabalhar anos a fio no directo em Jardim de Infância e dar Formação e aulas , sou mouca.

Enfim, um embaraço...

Beijinhos a si e ai Bruno

Mina disse...

Olá São!
É mesmo uma voz colocada e alta não vá a gente não ouvir :)

Isto já sou eu a divagar, mas pode ser a necessidade de se fazer ouvir, como ele raramente responde à primeira, não, que não oiça, mas porque parece que aquele cérebro está numa ocupação constante de muita matéria superflúa e que fará parte do seu patamar de segurança, ter um bocadinho de todas a as matérias,para não ser surpreendido.
O nosso computador cerebral é muito complexo e dele eu fico atónita com tanta coisa lá memorizada.

Beijinhos e b.f.s

Mário Relvas disse...

Muito bem Mina e Bruno!

O meu Bruno liga às marcas e pouco ssabe se é carne de vaca ou de cavalo. E a polémica passa-lhe mesmo completamente ao lado.

O Bruno connosco e em qualquer lugar, dia ou de noite, pensa alto. E com voz grossa pelo que não passamos em claro em lado algum. lool

Beijinhos :)

Mina disse...

Mário

Ao meu rapaz as polémicas, não passam ao lado, por serem coisas que saem fora do habitual :)
De resto ele come o que lhe puserem no prato, não é rapaz esquisito.

O dar nas vistas é prato dia ,e da noite rsss, mas nosso ambiente já estamos "vacinados", no exterior estes comportamentos são mais evidentes, e eu pelo menos tento evita-los, não é tarefa fácil um minuto a olhar p'ro lado, e já meio mundo olha para ele, ou já serei eu com a mania da "perseguição" ;)
Lool ainda ontem ia atirando um camara da Tv ao chão ao baloiçar-se nas grades que o protegiam , enquanto eu por segundos olhei para palco.

Quanto mais velhos, mais visíveis se tornam ;)

Beijinhos

Nina disse...

Como disse atrás, brilhante!
Os nossos filhos estão em muitas coisas à frente dos meninos com a mesma idade.:)
beijinhos

Mina disse...

Nina
:) Rigidez, preocupações desnecessárias, para não usar o termo metediço, mete o nariz onde não é chamado.
Agora fora de brincadeiras, embora em brinque muito , mas esta é uma faceta que dificulta a inserção dele, ser curioso, quer saber tudo.

Beijinhos

Nina disse...

Possa, a sério?
Fizeste-me lembrar que eu também sempre fui muito curiosa.
Uma altura, um amigo aconselhou-me a NUNCA mostrar a minha ignorância perante os rapazes, para que não pensassem que era metediça.
Resultou.:)

bji (afinal ainda comentei.lol)

Mina disse...

Nina

O problema dele é que pode resultar para uma coisa, mas se muda a "virgula" e ele já fica curioso na mesma.

Nestas coisas ,da curiosidade uso muito os provérbios que também uma forma de ele perbecer, que "a curiosidade matou o gato" :)

beijinhos