Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

domingo, 14 de outubro de 2012

""Autismo na"" moda""

Eu preferia que não estivesse na moda!
Mas que houvesse divulgação!
Quer queiramos ou não, acaba por ser um pouco personalizado, podemos ser abrangentes mas a nossa experiência vem sempre ao de cima, dificíl camuflar.
Já que não há uma cultura de compreensão e aceitação, tudo isto vai ser um tudo, o vento levou...
Acho que mais importante que mediatismo efémero é um trabalho no terreno sem medos ou preconceitos, ainda há pais que escondem os filhos, não só por protecção, mas com medo dos julgamentos da sociedade.
Temos que quebrar este estigma.
O que pretendo mostrar ao mundo, é que o mundo também lhes pertence, e não é ficar-mos parados a lamentar nos, e a esconder uma realidade que o vamos conseguir...

Nota-às "", não considero que seja moda, e incomoda-me o uso do termo ainda mais se for por pais, da mesma forma que os que o usam com conotações politícas.

10 comentários:

Fê-blue bird disse...

Tem razão prima, o termo não é o mais feliz.
O importante é falar e divulgar sem preconceitos nem tabus.

beijinhos e boa semana

São disse...

Infelizmenet, existem modas, sim...até em Educação.

Como sempre, não alinho em modas mas sim naquilo que, para mim, faz sentido e depois de reflectir fundo sobre o tema.

Quando comecei a minha profisão nem sequer se sabia muito bem o que era autismo nem de como se originava, havendo uma série de teorias acerca do tema.

A sensação que tenho é que , nesse campo, não se avançou lá muito. E por isso se começou a falar no espectro das disfunções autistas.

Enfim...

Um abraço para vós.

Mina disse...

Prima Fê

Pôr o autismo na moda como se fosse uma peça de roupa, soa-me mal.

Beijinhos

Mina disse...

São

Até pelos diagnósticos, que cada vez se enfiam mais nos PEA, e fazem com que esteja na "moda".

Na minha modesta opinão, passou-se do oito ao oitenta...
Nos próximos anos eventualmente haverá outras referenciações.

Beijinhos

Nina disse...

Também a mim me soou mal. Possa!
Concordo plenamente contigo. Hoje em dia pretende-se dar nome a tudo. Quantos PEAs estarão diagnosticados erradamente.

bji

AvoGI disse...

Na moda? assim como os caes os gatos a smalas ? coisa parva essa
kis :=)

Mina disse...

Nina

Já é quase como um "melhoral", passado assim avulso e a frio.
Só porque se tem de preencher uma ficha:(
Porque tudo tem que ter um padrão!
beijinhos

Mina disse...

Aí! Avogi!

Não se sabe bem o que é.
È PEA, que é um saco sem fundo, onde cabem todos.

beijinhos

quem és, que fazes aqui? disse...


Divulgar é preciso e fazer muito também!

Beijo

Laura

Mina disse...

Laura

A divulgação é cada vez maior, não sei se melhor ou mais abragente.
Se entra por um ouvido e sai pelo outro.

Agora daí a estar na moda:(

Beijinhos