Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Assaltos a mão armada...



Não podemos estar sossegados dentro do carro, ou dentro de casa, e se repente aparecer algum ladrão para nos roubar o carro ou a carteira e se nós não dermos o carro ou ,a carteira, eles pegam numa arma e dão-nos um tiro e matam-nos.
Por isso é preferível a gente dar tudo o que tem aos ladrões do que morrer.
Deveria haver câmaras de videovigilância em todas as ruas e todos os lugares do planeta, Porque assim já se sabia quem são esses malvados ladrões que roubaram.
E já podia haver pena de morte cá em Portugal, porque como já se sabia quem cometeu o crime.
É que seria injusto, eles condenarem a morte, uma pessoa inocente.
As câmaras de videovigilância servia para comprovar realmente quem é o culpado de um crime.

12 comentários:

Mina disse...

Atenção, não temos nada contra a raça felina, até é bem fofo o gatinho ron,ron..
O Bruno queria uma imagem só com um revolvér, que achei demasiado agressiva, até porque sou anti-armas, e anti guerras.
Aqui temos o gatinho para nos salvar e suavizar.

Luisa_B disse...

Bruno, és radical...pena de morte e pronto.

Mas e os assaltantes que usam os gorros que escondem o rosto?

Depois deles saberem que o planeta estava todo vigiado adoptavam outros métodos para protegerem a sua identificação.

Beijinhos para vocês.

Mário Relvas disse...

Olá.
Assaltos em barda. É a crise social a produzir efeitos, juntando as leis sem nexo e que até favorecem os larápios.
Mas é preciso ver que começam a sentir-se os efeitos de algo mais que o roubo puro e simples por criminosos de perfil habitual. Começam a sentir-se os que roubam para os bens essenciais!

Saudações e um sorriso

Mrs_Noris disse...

Bruno,
Compreendo bem esses teus sentimentos.
Há uns 15 anos atrás, o meu carro foi riscado com um prego de uma ponta a outra, por pura maldade. O carro tinha menos de 15 dias. Fiquei tão enraivecida, cheia de sentimentos maus, que até desejei que a pessoa que me fez aquilo ficasse sem as mãos, vê tu bem. Que Deus me perdoe.
Beijos.

BrunoV. disse...

Luisa,
Deveriam arranjar alguma maneira de conseguirem identificar esses malvados que tapam a cara com o gorro. Como é que num estádio de futebol não aparece nenhum individuo com a cara tapada para agredir o árbitro?
Beijos

BrunoV. disse...

Noris,
Muitas vezes quando eu penso nos ladrões que assassinam outras pessoas fico tão enraivecido, que só me apetece descobri-los e matá-los a esses malvados.
No Iraque há lá muita guerra e há muitos homicidios, e não se consegue identificar os assassinos, deveriam investigar, alguma maneira de combater os homicidios.
Beijos

Mina disse...

Mário
O Bruno jamais conseguiria, fazer qualquer tipo de conotação social com o assunto,daí também esta sua intrasegência para com os que praticam crimes.
E qualquer um de nós está preocupado com esta onda massiva de crimes que já não são só assaltos com intimidação,estas novas práticas de uso de arma sem dó nem piedade é fruto, secalhar de alguma impunidade,que não castiga de forma severa estes individuos.
E a crise social, não pode ser tampão para estes crimes violentos, porque acho que quem rouba para comer não é própriamente um "ladrão", quem devia ser condenado nesse caso deveria ser o governo que não cria políticas sociais, para precaver situações de crise, e estimulos ao emprego, parece infelizmente que o desemprego ou emprego precário é que está na "moda"
Um abraço

Mina disse...

Luísa e Noris

Cada vez mais vivemos num clima de insegurança que é muito assustador.
Já passamos a desconfiar de quem passa duas vezes na nossa rua.

Estamos a perder a nossa liberdade.
Parece que qualquer dia até temos de fugir a nossa própria sombra.

E este post surgiu na cabeça do Bruno por causa das constantes notícias, que são "promovidas" nos noticíarios.

Ele hoje valdou-se ao CAO, por isso é está aqui lool

Bjocas

'Sara disse...

Olá,estava a fazer uma pesquisa pelo google (recomendaçao da psicologa)
e encontrei este blog
Digo recomendaçao pq ela me disse pa eu me informar acerca de assaltos e ver que nem sempre os assaltantes voltam a atacar...
Mas gostava de saber a vossa opiniao :S
Fui assaltada e Brutalmente espancada por 2 pretos á cerca de 2 meses,nao consigo dormir no escuro desde entao,visto que se tratou de um assalto numa zona escura...
Nao consigo encarar uma pessoa de raça negra,pois a primeira coisa que me vem á cabeça sao as imagens daquele assalto

Toda a gente me diz que eu tenho que ultrapassar pq nao consigo sair de casa sozinha
Pois bem,eu tenho 17 anos e estou a ver a minha vida a ser arruinada graças aquilo que passei

Acham que estou a exagerar quando digo que aqueles dois individuos deviam passar pelo que eu passei???

Ser arrastados pelo chao,rasgarem-lhes as roupas,
Serem espancados por alguem muito mais e muito mais forte que eles,é exagero??
Estou a ser paranoica?
Ou é normal sentir isto??


Peço desculpa por estar a ser metediça,mas as pessoas que me rodeiam nao me compreendem :S

Mina disse...

Sara
Minha querida, este blog, não tem propriamente a ver com as tuas preocupações, este texto, foi escrito por um adulto portador de síndrome de asperger
, que é uma perturbação do desenvolvimento no espectro do autismo.E ele provavelmente reforçaria, essa tua raiva contra os meliantes.
Eu, já não posso estar de acordo e como pessoa mais velha que tu que tenho também uma filha quase da tua idade, acho que não devemos ser "olho por olho dente, por dente".
Embora compreenda a tua revolta e os teus medos, não são paranoiás, são naturais perante a situação que referes são o teu sistema de defesa, que tudo leva o seu tempo a cicatrizar é como uma ferida que estará sempre aberta, e que tens de te habituar a viver com ela e não ver em todas as pessoas de raça negra uma ameaça, tens de ganhar autoconfiança por ti, que a psicolga te poderá a ajudar a readequiri-la, não quer de facto dizer que as coisas se venham a repetir, mas ficamos sempre com receios, que temos de saber lidar, confesso-te aqui uma coisa que me marcou muito foi um acidente de viação ainda tu não eras nascida o carro entrou em peão e eu não pode fazer nada sempre que passava naquele local lembrava-me na altura pensei que nunca mais conduziria, nunca esqueci esse episódio, no entanto continuei a passar pelo local e de carro na mesma, e não podia pensar que ia acontecer o mesmo...
Enquanto tiveres essa ferida aberta, aconselhava-te como mãe a evitares andar a noite sozinha em sítios escuros...
E não és nada paranoica tens razão para estares a sentir toda essa raiva e revolta, faz parte do ser humano, agora não podes é mantê-la, tens de levar a tua vida em frente...
Espero que rápido ultrapasses , o tempo sempre cura, dá tempo ao tempo...
bjocas da mãe Mina

'Sara disse...

Peço desculpa,as foi realmente o único blogue onde encontrei este assunto sem que dessem razão aos assaltantes

Obrigada pela sua resposta
E um bom ano =D

Mina disse...

Sara
Não tens de que pedir desculpa, estás a vontade para comentar, este ou outros post´s.
Só que não sei se te poderei ser útil de alguma forma.
E é natural, que este rapaz que escreveu o post, como eu te disse no comentário anterior tem uma perturbação do espectro do autismo no caso dele síndrome de Asperger.
E estes individuos tem um elevado sentido de justiça, e são socialmente mal interpretados pela sociedade, porque não filtram aquilo que dizem ou sentem.
Talvez por isso concordes mais com a opinião dele, embora aqui ninguém esteja de acordo com a criminalidade, e qualquer pessoa julgo eu acha que o crime deve ser punido.
E também é verdade, que cada vez há mais impunidade e justiça lenta...
Mas tens de ser forte e ultrapassar isso , ou corres o risco de não viver, procura conversar com os teus amigos, não te isoles, falar no assunto ás vezes ajuda...
Vá beijocas e fica bem
Já vi que estás como seguidora, tentarei ir visitar teu blogue com tempo