Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Estratégias úteis/Síndrome de Asperger

Existem muitas coisas que pode fazer para ajudar o seu filho a compreender melhor o mundo.
As sugestões que se seguem poder-lhe-ão ser úteis.

-No dia-a-dia utilize um discurso simples, de forma a que o seu filho possa compreender.

-As instruções utilizadas devem ser directas e simples - para tarefas mais complexas poderão ser utilizadas listas ou imagens.

-Certifique-se que ele está a compreender o que está a dizer ou a perguntar(não confie em respostas de sim ou não).

-Explique-lhe porque deve olhar para si quando fala com ele. Valorize todos os seus esforços na utilização correcta de uma dada competência social.

-Algumas criança, por vezes aparentam não ouvir. Nestes momentos, o acto de "cantar" as suas palavras, poderá ter efeito benéfico.

-Quando a criança tiver de efectuar escolhas, limite as opções a dois ou três itens.

-Limite as actividades relacionadas com o interesse intenso que ele tem por um tema a determinado período de tempo, sempre que possível.

-Proponha as actividades que envolvam interacção, não só jogos como tarefas do dia-a-dia.

-Sempre que possível, avise previamente o seu filho sobre alterações da sua rotina.

-Tente introduzir alguma flexibilidade na rotina dele.
Desta forma poderá começar a compreender que na vida as coisas mudam, muitas vezes sem aviso prévio.

-Não espere que ele se comporte sempre de acordo com a sua idade cronológica. Muitas vezes estas crianças apresentam comportamentos imaturos, necessitando de uma atitude compreensiva da sua parte.

-Tente identificar sinais de stress. Sempre que possível evite-os e no caso de não conseguir chame a atenção do seu filho para outra coisa.

-Tente encontrar uma estratégia para lidar com os comportamentos problema."Algumas vezes ignorar determinado comportamento ou manifestar o seu afecto, por exemplo através de um abraço, poderá ser boa solução.

-As promessas e os castigos que fizer deverão ser cumpridos, por isso tente não os fazer sem pensar bem.

-Ensine algumas estratégias simples aos eu filho para que ele consiga ultrapassar determinadas situações - por exemplo, pedir a alguém para o deixar sozinho quando se sentir "irritado", ou para respirar fundo e contar até 20 quando sentir vontade de chorar em público.

-Comece a ensinar-lhe cedo as diferenças entre situações e espaços públicos e privados. Desta forma ele poderá desenvolver estratégias para lidar com regras sociais complexas.

-Não se esqueça de se certificar de que ele sabe que é amado que é motivo de orgulho. Muitas vezes pelo facto de a criança não falar muitos pais acabam por não lhe dizer muitas coisas que sentem.

Não se esqueça de que estas crianças são iguais a todas as outras, têm a sua própria personalidade, competências e incompetências, necessitando apenas de um pouco mais de apoio, paciência e compreensão de todos os que convivem com elas.

Fonte: traduzido e adaptado por: Ana Fritz, Helena Lourenço, Raquel Carreto e Raquel Nascimento

7 comentários:

Mina disse...

Estas são algumas das estratégias que eu penso que possam ser úteis, para todas as pessoas que privam de perto com a SA.
Tenho pena de não ter tido esta informação a 20 anos, embora intuitivamente tenha usado algumas destas estratégias com o meu filho, mesmo sem saber, que ele era portador desta Síndrome que nem se ouvia falar dela.
Mas a necessidade de comunicar com ele, fez com que o instinto me levasse a aplicar algumas destas indicações, que devem ser ,sempre ajustadas ás características de cada criança.

PDD-NOS (Menina) disse...

Obrigado Mina, esta informação é muito útil.
Bjs Bete

Mina disse...

Bete
Felizmente, hoje em dia estamos munidos de muita informação, que cada qual deve utilizar adptando ao seu caso pessoal.
Estou em querer que as proximas gerações , puderão ter um caminho muito mais livre, do que aquele que o meu filho teve, que nem diagnóstico tinha. Era algo que nos frustrava, e se antes se pecava por defeito, que nem num caso, tão evidente como o do meu filho,tinham resposta, acho que agora há excesso e apenas por uma pequena incorrecção da criança já tem um diagnostico...
Espero que tenha transcrito, sem erros as estratégias, porque estas folhas já estavam pouco visiveis, por isso, as passei a unha(lol)

Bjocas

Mrs_Noris disse...

Mina,
Obrigada pelo material. Já imprimi ;)
Tudo ajuda!
Beijos.

Mina disse...

Noris

ihihihi, sempre ao dispor minha amiga, embora não seja essa a função principal do blogue, é sempre de utilidade, o problema é ter que "martelar" na tecla para os passar.
E tudo o que for informação simples, e de interesse irei concerteza compartilhar.
Bjocas

paula simoes disse...

olá Mina

por acaso já conhecia algumas delas mas outras não
mas é sempre bom nós sabermos sempre mais,para aprendermos a lidar com os nossos meninos
obrigada por tudo

beijinhos do tamanho do Mundo

Mina disse...

Paula
Embora sejam estrategicamente para os mais pequenos, algumas delas vamos ter de utilizar pela vida fora. E algumas vamos ter de as reformular conforme o comportamento deles.
Bjocas