Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

"Sinto-me só"


Sinopse
Sinto-me só é um tocante livro de memórias.
Em suas páginas, a história de um menino, hoje o reconhecido jornalista Karl Taro Greenfeld, ao lado de seu irmão autista é delicadamente exposta pela primeira vez. Greenfeld fala, com honestidade, sobre como foi crescer à sombra de seu irmão autista, revelando a complexa mistura de raiva, confusão e amor que definiu sua infância.
A relação entre os dois é uma verdadeira lição sobre o que significa ser uma família, um irmão, uma pessoa.
A franqueza de Sinto-me só é arrebatadora e não deixará ninguém indiferente.
Um exemplo de humanidade.
----------------------------------------------------------------------
Obrigada a comentadora Silvye Reis, por esta sugestão.
A visão dos irmãos, é extremamente importante, nem sempre revelada, por medo, por incapacidade.
Irei procurar esta publicação.

Mina

12 comentários:

Grilinha disse...

Eu também. Obrigado por partilhares . Um beijinho.

São disse...

Acabei de ver na TVI 24 uma pequena reportagem sobre autismo e achei interessante.

Talvez a repitam após o telejornal da noite.

Esse livro parece interessante, sim.Até pela parte humana.


Um abraço para vós.

Mina disse...

Grilinha

Quantos de nós, não nos sentimos sós muitas vezes.

Quando temos mais que filho, também temos que ver na perspectiva do outro, o que não é nada fácil, este livro deve ser de um irmão corajoso que não tem receio de expôr a sua dor completamente legitima.

Beijinhos

Mina disse...

São

Obrigada, se por acaso encontrar o link, disponibilize-me aqui:)

beijinhos

Se poder veja o video que coloquei no outro post, entrevista a uma psiquiatra, informação extraordinária e muito abrangente.

AvoGI disse...

se calhar vaofazer o filme e aí eu vejo acho que num filme expressa-se muito melhor que só em palavras
kis :=)

Mina disse...

Avogi

Então uma prezada leitora:)
Vai-me esperar pelo filme:)
Não sei se irá para a tela, o mais famoso filme que abordou o autismo um o best seller "Rain Man", é sobre os irmãos:
http://www.youtube.com/watch?v=KKC3W0awjm0

beijinhos

Fê-blue bird disse...

Prima:
Muito interessante esta abordagem do ponto de vista dos irmãos.
Muitas vezes devem sentir-se esquecidos pois os irmãos autistas captam mais a atenção dos pais, estou certa ?

beijinhos

Mina disse...

Prima Fê

Fica sempre esse sentimento de culpa porque é necessário outro tipo de atenção dadas as caracteristicas dos autistas.

Para os irmãos também pode ser uma sobre carga no sentido que serão eles a estar na primeira linha apoio.

Beijinhos

Mário Relvas disse...

Mina, sabe quando daiu este livro? Não o li... Nem me lembro se já o dei à estampa ou não. Se me puder dar mais informações sobre o que lhe referi peço-lhe autorização para levar esta sua postagem para o aromas em breve.

Bjs

Mina disse...

Mário

Este livro ainda não li, e nem sei como adquirir, foi através de um comentário, que uma jovem deixou no blogue, que me chamou atenção para ele, pela pesquisa que fiz a edição é do ano de 2009, da editora Planeta.
Mário está à vontade,para levar.
Beijinhos

Nina disse...

Não tenho recebido as atualiações das postagens.:(
Ainda bem que vim espreitar.:)

Há dias o Prof Nuno Lobo Antunes fez uma palestra de que só tomei conhecimento dias após. Fiquei tão triste!
Obrigada pela partilha do livro.
bji

Mina disse...

Nina

Não tem mal. linda eu também tenho andado mais ausente e isso acontece, eu sei que estás desse lado.

:) já assisti algumas , gosto de ouvir, mas este livro não é dele, embora ele tenha um com titulo parecido que também não li o "Sinto Muito", mas li os "Mal Entendidos" também dele.

Beijinhos