Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

sábado, 7 de novembro de 2009

Sentimentos tão iguais...

Na quarta-feira o meu filho disse-me:
-Mãe!..Tenho uma boa notícia para te dar.
-Boa, filho!?...Conta...
-O meu trabalho ganhou o primeiro prémio no concurso
Hoje o grupo deslocou-se para levantar os prémios, o Bruno ia naturalmente convencido do seu primeiro prémio...
Houve um engano e a peça premiada, não foi a dele, mas uma de outro colega do mesmo género...
Ainda de manhã no local, manda-me uma sms a dizer:
-O meu trabalho não foi premiado.
Nesta frase senti logo o desalento....
-Não faz mal filhote, beijinhos até logo (foi a minha resposta à sms)
Quando o fui buscar o discurso era com muitos "D", decepção, desilusão, desalento.
Com o sentimento de que não valorizaram o trabalho dele...
O maior problema foi a expectativa de quem nunca ganhou nada...
Será apenas falta de sorte?!...
São ou não são sentimentos tão iguais aos que todos nós, sentimos?!...

10 comentários:

Grilinha disse...

Muitos iguais...
Tantas vezes me senti como um patinho feio...
Não por ser feia, mas por nunca ser a melhor nas coisas. Mas olha, ainda hoje me sinto assim.
São sentimentos muito iguais. Não acho positivo estar com expectativas, por outro lado, se não quisermos e não nos esforçarmo-nos por ser os melhores, às vezes nem passamos de mediocres. Por isso, há que tem alguma expectativa , sim...
E sofrer quando nos decepcionamos.
Sobrevivemos...
E levantamo-nos de novo.
Como mães custa-nos ver os nossos filhos passarem por decepções. Mas é como tu dizes. São sentimentos iguais. Milhões de pessoas o experimentam todos os dias.
Um abraço apertadinho e dizendo que gostas dele, mesmo que não ganhe nada...aposto que fica como novo ! Beijinhos

Mrs_Noris disse...

O M ficou decepcionado por não ter ganho o chapéu dourado no desfile de Halloween, mas lá se aguentou. O grande problema está na Educação Física. Não há aula em que ele não tenha uma crise daquelas que até o faz espumar, por não ter ganho o jogo. Não sei que mais posso fazer, além de repetir vezes sem conta que o importante nestas coisas é participar e não competir e que são mais os que perdem que os que ganham.

Mãe Sisa disse...

Pois claro que são!
Quem nunca os experimentou?

Mas concordo com a Grilinha (para não variar!) estes D's fazem-nos levantar a cabeça de novo e seguir em frente, ainda mais fortes - mas claro que depois dos miminhos necessários que nos valorizam tanto!
Abraços aos 2

avogi disse...

Quem é que não se sente quando espera algo e que não chega? Qualquer um de nós,principalmente se criamos expectativa para isso. é o chamado "balde de água fria". E muitas vezes o prémio não compensa o melhor trabalho. mas quantas vezes isso acontece. Bom FDS

Mina disse...

Grilinha é um facto que todos já nos sentimos desvalorizados, por algum motivo, algumas vezes sem motivo aparente...
Mas estes cidadãos especiais, são tidos muitas vezes, como pessoas ausentes e alhieos a estes sentimentos de perda ou ganho, e confesso mesmo que no caso do Bruno nem é muito comum este sentimento, porquê como tem geralmente uma baixa auto-estima, nunca está há espera de ganhar nada.
Eu penso que aqui a informação antecipada é que criou a decpeção como quem diz finalmente tenho algo e depois lhe foge...
É sempre necessário repôr a pouca auto-estima, até porque ele nem dá valor aos prémios, mas tinha sido importante para ele se sentir valorizado.
Fica para próxima, se a houver kkkk
bjocas

Mina disse...

Noris
O M.é mesmo o oposto kkk ou talvez não, talvez se trate de um caso de aceitação, que se for o melhor será melhor aceite pelo grupo.
Para o Bruno o importante é a agradar aos outros, fica muito irritado com as críticas, porquê os outros o julgam mal do ponto de vista dele...
E ás vezes acho mesmo que sim lá está o tal dilema, de que eles não são bem entendidos...
Não é facíl, preparar os nossos filhos para as desilusões e as derrotas, uns dias perdesse outros ganhasse...
bjocas

Mina disse...

Mãe Sisa
A nós que somos adultos e capazes de dar volta até pode motivar. E quer provar que somos capazes e que houve um equivoco, e ás vezes há muitos equivocos na nossa vida.
Depende da forma como aceitamos, se pelo lado positivo, ou negativo que tem a ver com as nossas expectitivas...
Eu tento ser mediana nas expectativas, nunca ponho a fasquia muito alta, até que prefiro partir de baixo e ser surpreendida pelo alto, para não me desiludir...
Mas com ele estou sempre a estimular, de que ele é capaz.
E que é o melhor.
E para mim é mesmo o melhor, independemente de qualquer resultado.
Bjocas

Mina disse...

Avogi
Foi mesmo um "diluvío"não só facto de não ter ganho mas o ser preterido a outro, com trabalho semelhante...
No entanto considero a experiência positiva do ponto de vista que já tinha expectativas e não aceitou a perda sem se importar...
O que pode parecer estranho, quando eles são eventualmente conhecidos pelo estou nem aí...
Só o ele estar aí já foi bom...
bjocas

Grilinha disse...

Sim, acredito que seja um balde de água fria...para quem não era ?Sim, já Imaginava que estas sensações não sejam comuns num menino com as caracteristicas do Bruno, por isso acho bem saudável. Porém acredito que ter ganho era bem mais fixe...
Como tu dizes, fica para a próxima. Há-de chegar o dia. Sempre com fé !

Mina disse...

Grilinha,
Parece que estamos em sintonia. E que para quem não vive um caso por dentro, já os entendes muito bem.
Eu ia escrever em jeito de conclusão e vem de encontro ao teu comentário.
Estas pessoas especias não são muito de manifestar estas emoções e o meu filho também não o é, o que não quer dizer que não as sintam, ás vezes não conseguem é mostra-las desta forma tão clara.
Daí eu tirar desta experiência o lado positivo, ele poder soltar estes sentimentos...
E ainda fiquei mais feliz, quando ele me disse, que manifestou este desapontamento á pessoa que entregou os prémios, e esta lhe pediu desculpa pelo engano kkk
Esforço-me para que ele o faça sempre, só desejo que as pessoas o entendam...
bjocas