Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

domingo, 29 de novembro de 2009

Ás vezes notasse!... E muito!...


A discrepância, entre o conhecimento...
E o saber estar...
Este crescer em tamanho e sabedoria.
Não acompanha a estrutura social, instituída.
E à coisas que nunca mudam, pode é mudar a forma "provocatória".
E mesmo sendo adulto e por muito que nós achemos que o conhecemos bem e que podemos prever comportamentos, há sempre uma dose de imprevisibilidade.
Muitas das situações já as prevemos, mas nem por isso as conseguimos evitar...
Na saída com a mãe para o assistir ao café literário, ele não estava muito disposto, porque já conhecia o autor de outra ocasião. Mas como não consegue dar uma " nega " à mãe, lá me acompanhou.
Sempre desatento, o que implica um maior balanceio e uma tosse irritativa que se nota ao longe. Pouco apanhou da conversa tirando a parte da P***, que queria perguntar ás pessoas porquê que se riam. E os aplausos ao glorioso, ele também acompanhou...
Esta tarde saiu com pai, ele no triciclo de carga e o pai de bicicleta a acompanha-lo, porquê ele não tem equilíbrio em duas rodas, algumas vezes andam na "tandem"#, mas o Bruno faz "gazeta".
Assim a pedalar sozinho, tem de se esforçar...
Hoje foram a um supermercado iam só comprar pão.
E o bom do Bruno entrou pela loja a dentro a pedalar, com o pai a gritar para ele parar, e o pessoal todo a observar e a rir daquela entrada inusitada.
Ainda entrou na galeria comercial, na área do supermercado, não entrou porque estava
" barrada" com voluntários do Banco Alimentar, saiu caro o pão rsss, mas foi por uma boa causa.
Como o triciclo é de carga, vinha logo da loja " aviado" rssss
Lá veio pai todo envergonhado...

#(bicicleta de dois lugares)

8 comentários:

avogi disse...

Mas que cena mais cool. Adora ter visto tanto o bruno a entrar como a vermelhidão do pai (sem ofensa). há coisas tão simples e essa era uma coisa simples, mas nós é que complicamos, com as leis , as regras, as normas. Para o Bruno tudo é simples. kisses

Margarida disse...

Concordo com a avogi. Deve ter sido muito divertido para o Bruno.
Mas, já agora...não chove por esses lados? É que os meus sogros dizem que está mau tempo e não estou a imaginá-los de bicicleta com chuva.
Essa imprevisibilidade, bem vocês já devem estar habituados, e para lhe falar a verdade eu tabém gostava de fazer coisas imprevisiveís quando tinha a idade dele... sabia tão bem(ehehehe!)
Bjs
Bom domingo

Grilinha disse...

Pois, somos uns quadradões, cheios de regras e normas...
O Bruno é que a leva na certa...
A carinha do papá devia ter sido fotografada. Aposto que devia ser uma bela foto, lol.

Beijinhos

Mina disse...

Avogi
Por esta o pai não esperava de certeza, até porque ele sabe que é costume estacionar as bikes, o pai inicialmente até pensou que ele deixasse no cantinho das chaves, só que ele resolveu continuar, o pai deve ter ficado amaraledo, ficou sem pinga de sangue kkk
Têm mesmo de haver regras...
Oh! p'ra confusão de bikes no supermercado rsss deitavam a mercadoria ao chão rsss
bjocas

Mina disse...

Margarida
Eu acho que inicialmente, ele iria mesmo no seu "chamado mundo da lua", e o supermercardo era o prolongamento da rua, e quando o pai o chamou á atenção ele aproveitou para a provocação, sem saber muito bem qual o resultado daquela atitude.
O tempo por cá está instável,ora chove ora faz sol, eles foram numa estiada também é perto, se molham-se vinham fresquinhos...
bjocas

Mina disse...

Grilinha
Há regras e normas que devem ser cumpridas, e ele também sabe, só que ás vezes faz por se esquecer.
Como o triciclo têm os cestos para colocar as compras, ele lá achou que era veiculo admitido kkk
O pai envergonhado como ele é, deve ter crido arranjar um buraco para se enfiar kkk
Se fosse a mãe aproveitava logo, para dar umas explicações à assistência kkk e ao Bruno um "sermão e missa cantada"..

Bjocas

Mrs_Noris disse...

Estou encantada com esse triciclo. É "buéda fixe", como diz e escreve o meu Martim. :)!
O Bruno não parou porque estava embalado, deve ser muito divertido andar naquilo, ora :)!

Mina disse...

Noris,
Bué da fixe lool até a mãe já andou nele rsss mas ainda assim do mal ao menos prefiro as quatro rodas rssss
O Bruno já a muito que queria este veículo, até fomos a Águeda à fábrica em Abril para o adquirir, só que lá era mais caro, do que numa das nossas superficíes comerciais. De modo que há pouco tempo houve uma promoção e lá veio ele kkk
Mas o Bruno ainda está muito imaturo, e ainda á dias num embalamento, foi parar a um canavial, é muito inseguro na estrada o que é um perigo vai sempre no meio da via, quando é para virar também não têm noção e em vez de ir ao eixo da via vai para a faixa contrária...
Só espero que o pai não desista , porquê é uma "seca" este acompanhamento, o pai tem de ir muito devagar e a controlar todos os movimentos dele.
Quando ele era pequeno ainda andou a treina-lo na locomoção de bicicleta, mas cansou-se com as "ausências" dele, de estar a andar bem e de repente "avariar", com as suas "idas a Marte"...
A ver vamos, até quando a paciência resisti...
Bjocas