Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

quarta-feira, 10 de junho de 2009

De regresso



Super-contente, com a felicidade estampada no rosto...
Nem sei onde encontrou tantos adjectivos e adequados aos sentimentos...
Estou deslumbrado, encantado, fascinado com aquela ilha maravilhosa, adorei a oportunidade que me deram – são algumas das muitas frases dele.
Regressou com uma vontade enorme de "despejar" a beleza da ilha para cima de nós.
Até parece que "cresceu", está com um discurso muito mais fluente e com tantas coisas para contar...

A mãe também de o ver tão eufórico, tão feliz, derreteu o coração...
Mãe lamechas não pára de se emocionar...
Fiquei tão feliz de o ver assim, que nunca poderia ficar triste de o ver partir...
P'ro ano prometo que me vou controlar :)
Agradeço às técnicas que os acompanharam, que vinham estafadas, mas também elas felizes, com a alegria de o dever cumprido.
E a todos que de uma forma generosa permitem estes momentos de felicidade, a estes homens e mulheres, que de outra forma não desfrutariam desta magnitude.
Todos eles nos agradecem com os olhares ternos, e com a meiguice, e ficam eternamente gratos a quem os presenteia, com estes momentos mágicos.

Mais palavras para quê ficam aqui as imagens da tal ilha maravilhosa
Num slide show feito pelo Bruno,que foi dificil seleccionar, tentamos deixar um
pouquinho de toda a ilha

7 comentários:

Noris disse...

Bruno,
É linda a minha ilha, não é? Maravilhosa mesmo! Se eu não fosse de daqui adoraria fazer cá férias. Tens de convencer os teus pais. ;)!
Parabéns a quem teve a ideia de vos trazer até à Madeira. Excelente iniciativa. Também gostei muito de te conhecer pessoalmente.
Uma beijoka.

BrunoV. disse...

Noris,
A ilha é uma maravilha. É diferente daquilo que eu imaginava. Eu adorava morar aí. A minha tia Zá diz que não quer ir aí à Madeira, só se fosse aos Açores porque ela diz que os Açores é muito mais bonito que a Madeira. Eu como nunca fui aos Açores não posso dizer o mesmo que ela. Covencer o meu pai a ir à Madeira é complicado porque ele arranja quase sempre desculpas para não ir como a minha tia Zá... Gostei muito de te conhecer e espero voltar a encontrar-te.
Beijos

Mina disse...

Ah!... Só uma curiosidade
O Bruno à ida estava muito preocupado com o peso da bagagem, que só podia transportar 20kgs.
Se houvesse peso para a alegria e entusiamo que todos trouxeram de lá, não podiam regressar por excesso de carga xD.
O Bruno acho que ainda vinha em "transe", que nem me viu a saída do aeroporto, e quando o chamei a primeira coisa foi mostrar-me a foto da viagem nos carrinhos tipicos da Madeira.
Depois andava aqui por casa a dizer mãe amo-te, e eu contrapunha então já não amas a Madeira, amo as duas.
Resumindo e concluindo o paraíso era a mãe ele e a ilha da Madeira.
Ah! o "Tio Alberto" que se prepare, que ele disse que se lhe saísse o euromilhões comprava a ilha rsssssssssss
Obrigada às técnicas G.I.O., todas bué de "boazonas", xD, que tiveram dose tripla, acompanhar esta turma da malta fixe a tempo inteiro.
Bjocas

PDD-NOS (Menina) disse...

Que maravilha, estou encantada com a alegria do Bruno.
Eu também gostei muito de conhecer a Madeira.
Bjs Bete

Mina disse...

Bete
Estas viagens , são programadas, e é feito um estudo pormenorizado da região.Na área de estudos e conhecimentos gerais, e a exploração à Madeira ainda não acabou, agora continuarão a fazer trabalhos já com base no visionamento, até haver nova preparação, que p'ro ano já será mais pertinho xD
Só que visto ao vivo é diferente da ficção, os cheiros as cores os sabores, ele veio com uma "mala cheia" de sensações, já tem feito outras visitas, para fora e nunca veio tão encantado, como desta vez.
O clima para não variar teve uma enorme influência no discurso.
bjocas

Estrumpfina disse...

Que bom que a viagem valeu tantas sensações boas.

O slide show está bem giro, parabéns Bruno.

Mas cá para nós Mina, para o ano a separação vai custar novamente rsss, rssss. O coração de mãe não se cura.

bjs,
Andreia

Mina disse...

Estrumpfina
Loooooooool, não tem cura não, mas até lá vamos pensar que sim, rsssss

As sensações foram muitas de facto já fez várias, entre elas duas em Espanha a Sul, outra a Norte.
Mas esta bateu o record no seu coração por multi-factores, o ter viajado de avião pela primeira vez, o clima da ilha e a beleza das paisagens diferentes do Continente, pelo que pude constatar.
E ainda as pessoas, que ele lá encontrou, ver a tia que vivi cá , lá tem outro encanto e conhecer a Noris pessoalmente, completou a viagem inesquecível...
Tivemos dificuldade foi em seleccionar as fotos no meio de umas setecentas xD, mas tentamos de alguma forma mostrar os vários locais e a história e costumes e sabores da região.
Faltou-nos a musica popular o bailinho xD, a parte da cestaria e bordados regionais, e ainda o vinho da Madeira...
Bjocas