Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

domingo, 26 de maio de 2013

"Ocultação de olhares "

Nada, melhor que uns óculos escuros, às 23 horas dentro de um comboio. (cheio de sol :)
" Criança", sofre com o disfarça olhares!

-Podes tirar os óculos.
E como é que se  disfarça  os olhares com um comboio cheio de  "miúdas giras", ainda por cima, são todas giras :)

13 comentários:

Nina disse...

Ah, ah. Valente Bruno!:)))

Voltarei com calma para vos ler, amiga.
bji gde

Mariposa Colorida disse...

LOLOLO :) Bem pensado!

Mário Relvas disse...

Olá Mina? Esta é para tentar interpretar. Quem tinha os óculos nesse comboio de sol das 23 horas? O seu Bruno? Ou as meninas?

Beijinhos para si e um abração ao Bruno :)

quem és, que fazes aqui? disse...


:))

Os óculos servem para isso mesmo!

Beijos

Laura

Rainbow Mum disse...

Ele é que sabe :) Grande Bruno!

Beijinhos

Mina disse...

Nina

O tempo não é elástico, a mim acontece me, o mesmo. Brevemente farei uma pausa.
beijinhos

Mina disse...

Mariposa

Ele nem gostava de usar ocúlos, fui eu que insisti, para era por causa do sol, agora não passa sem eles, nem de noite :)
Beijinhos

Mina disse...

Mário

Quem viajava de ocúlos era Bruno, o que não deixa de dar nas vistas, ocúlos escuros de noite :9

Embora os olhares fixos, secalhar dão mais nas vistas, que eles nem um olhar sabem disfarçar :)

Beijinhos

Mina disse...

Laura

Teve um bom professor (pai) rsss

Beijinhos

Mina disse...

Rainbow Mum

Assim fica ele e eu mais descansada, de que não está a incomodar ;).
Embora a posição às vezes denote para onde está olhar rsss
Mas pronto assim não há provas :)
Sempre dá para disfarçar rsss

Beijinhos

Fê Blue bird disse...

Tantas coisas que se vêem através de uns óculos escuros :))

Beijinho

Mina disse...

Prima Fê

Nem mais, através dos ocúlos, há um outro olhar, mais amplo :))))

beijinhos

Mário Relvas disse...

Pois Mina, o Bruno lembrou-me uma semana pesada que tive na tropa e que a noite era de dia e de dia era de noite. À noite os instrutores usavam óculos de sol...
Mas o Bruno é aquela máquina, os óculos disfarçavam o seu olhar e ao mesmo tempo punha todas as meninas a olhar para ele. Esperto! :)


Beijinhos