Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

segunda-feira, 13 de maio de 2013

" Como é!? que Pode?"



Compramos uns ténis novos, mas não os experimentou na loja!
Com o arrastar dos pés, arrasa os ténis por baixo, e não é de se queixar nestas coisas, mesmo com os pés cheios de bolhas ( tenho de decifrar, quando noto algo diferente, no andar, para além do comum arrastar).
Como fazemos muitas caminhadas, vamos substituir, tem muitos pares ,mas para caminhadas longas têm de ser confortáveis e leves.
No dia seguinte digo, para os experimentar e andar um pouco pela casa, para se habituar e certificar do conforto.
Anda um bocado, ás tantas vai p'ra o quarto dele.
-Ouço-o, posso tirar os ténis!? :)
- Claro que podes !Será que queria dormir com eles!? :)
É lógico que não, era só para ter a minha aprovação, de que os podia descalçar e ficar a descansar.

8 comentários:

Mariposa Colorida disse...

Não acho que seja por ser asperger. É uma pergunta retórica que qualquer um de nós poderia fazer.

Mina disse...

Mariposa

Têm a ver com necessidade de aprovação, de saber se já tinha estado o tempo necessário, para fazer o teste de conforto :)
A rigidez e obediência com que leva a vida, se eu disse que não ele manteria os ténis calçados, ainda que não fosse essa a sua vontade.

Beijinhos

Fê Blue bird disse...

Assim sendo tens que estar sempre atenta, não é verdade?
Bons passeios!

beijinho

Mina disse...

Prima Fê

Ele têm já de si um andar "desengonçado", mas à sinais que mostram desconforto, algumas vezes diz que está tudo bem.
Quando insisto muito ele diz que aguenta, pois já não posso com ele ao colo rsss

Beijinhos

Mário Relvas disse...

Olá Mina, uma coisa sei pelo meu filho, ele espera quase sempre pela ordem. Temos de o guiar nas tarefas mais simples. Menos naquilo que é o mundo dele em que é preciso colocar-lhe um travão...

Beijinhos :)

Mina disse...

Mário
O meu geralmente, não questiona nestas coisas simples.
Mas com estes ténis. fui eu que lhos mandei calçar, para ver se ficava confortável, ele achou que devia perguntar.
Suponho , que para ter a certeza que já tinha andado o tempo necessário para os testar.

Beijinhos

Mário Relvas disse...

Ora bem, acho que nem mais. Queria a concordância de quem mandou e a certeza de que cumprira a sua "obrigação"!

Beijinhos Mina :)

Mina disse...

Mário

Nem sempre, obedece.
Ás vezes têm quereres e opinião, nem sempre é um " pau mandado", mas esta teve graça.
um bocadinho da parte infantil.

Beijinhos