Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

quinta-feira, 9 de maio de 2013

"Cenas de um filme"


Quando alguma coisa o perturba,  a sua atenção fica totalmente virada, para aquele foco.
Nos dias que vamos à piscina, há sempre um de nós, com a cabeça no ar.
Desta vez a preocupação eram as chaves de casa, que a irmã, não sabia onde as tinha deixado, e uma das possibilidades , era terem ficado na porta.
Pois que ninguém escapa à cabeça no ar.
Lá fomos sem saber das chaves com essa preocupação , a martelar nos a cérebro, e já atrasados.
Pego no saco de piscina e digo-lhe para ele pegar na mochila dele.
Já estávamos nos balneários para nos equipar, o fato banho leva-mos sempre vestido de casa,  mas não tinha a touca , nem chinelos, nem  o resto( tinha uns lençóis, que eu tinha trazido do apartamento onde a irmã está), mochilas trocadas está claro..
Assim como assim, já entregamos as senhas, vamos  ter de remediar , porque já não é a primeira vez que não levamos a touca, por isso, agora no meu saco levo uma suplente, pronto  o essencial já temos, vamos ter que partilhar  o resto, só temos uma toalha, e os uns produtos de higiene.
Aproveitando , que não havia mais ninguém no balneário dos homens, levo o meu saco para lá e tomamos banho em cabines lado a lado, para dividir-mos  shampoo, gel de banho e amaciador para o cabelo.
Só temos uma toalha, que coloco  na porta da cabine dele, (enquanto eu me limpo a um dos lençóis).
Esperando que ele se limpe  dentro da cabine, e  que saia  de lá embrulhado na toalha, como faz em casa.
Ali já percebi que não faz, e que saie como Deus o deitou ao mundo.
Cuecas para  ele mudar também não há, vamos lá resolver isso, levas as da mãe :), que a mãe veste o  fato banho de reserva.
Ora !em tempo de guerra, não se limpam armas, e lá nos desenrascamos.
Mas o melhor foi chegar mos a casa e  já saberem das chaves,ufaaaaaaaaa, que alívio.

10 comentários:

São disse...

De facto, que coisa mais complicada...

Mas o mais importante foi, realmente, as chaves aparecerem, rrss

Abraço para vós.

Mina disse...

São

Acabei, por me rir depois de saber-mos da chave.
Que as cenas na piscina, até foram engraçadas rsss
Limpar me a lençóis da cama, que por acaso até estavam lavados :)
Vestir cuecas de mulher :)(que figurinha)

beijinhos

AvoGI disse...

ai que figura MINA
mas ri-me só de imaginar
kis :=)

Nina disse...

:)))
vim trazer-vos um bji e sorrir (sorrio muito convosco, querida Mina)

Hoje, as missivas são à pressa. Para além de ter que fazer backups para mandar o pc ao médico, as vertigens estão aqui.

Mina disse...

Avogi

A vida , é para se levar com sorriso, e tolo é quem não se sabe rir de si próprio.
Temos que dar a volta às situações.
Havia de haver quem gostasse de vestir umas cuequinhas de tirinhas :)

Beijinhos e bom domingo

Mina disse...

Nina

Aqui, só queremos gente bem disposta :)
Quando se é natural, as coisas surgem naturalmente, não nenhum drama, tudo fosse tão simples de resolver :) trata do teu PC.

Ah! e muito cuidado com as vertigens, isso é cansaço, por aqui também apareçem, cuida-te
Beijinhos

Fê Blue bird disse...

Realmente prima só filmado :)

Mas por aqui também há disso, e de que maneira :)))

Quando puderes passa no meu blogue fiz uma pequena homenagem aos amigos e amigas.

beijinho

Mina disse...

ahahah
Prima Fê
E eu a pensar que estas cenas só , se passavam por cá rsss

Beijinhos e boa semana

Mário Relvas disse...

Odisseia no ginásio. Bem verdade, em tempo de guerra não se limpam armas e manda a vida desenrascar!
Felizmente as chaves estavam lá!

Beijinhos :)

Mina disse...

Mário

Abono da verdade, foi na piscina, mas a saga seria a mesma :)

Ele nunca se desenrascaria, e ficaria numa grande aflição.

Precisa a mãe agir e ás vezes também já se pára a agilidade :)

Beijinhos