Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Quem é mais "Aspie", o pai ou filho!?




-Queres ir com o pai ao pão!? (pergunta-lhe este)
(é habito assim voltinhas pequenas, ele ir de triciclo e o pai na bicicleta )
-Ainda está ali pão! ( responde o filho)
-Eu não te perguntei se havia pão!? perguntei se querias ir com pai, ao pão!?
O pai subentende que ele não quer ir!
Estava ele (filho) a calçar as sandálias, já o pai ia rua abaixo.
Ainda, vou na tentativa de o chamar, mas já não me ouviu.
Como é possível que ainda , não conheça o filho.
E que tinha que repetir mais vezes , até obter uma resposta de sim ou não.
Como é que os outros, poderão entender!? :(

8 comentários:

Fê-blue bird disse...

Prima, imagino a sua frustração sempre que estas situações acontecem.
Mãe é MÃE! :)

beijinhos

Mina disse...

Prima Fê
:) Todos temos um lado Aspie.
:) Este pai tem no mais acentuado, ou será por ser homem!?
Não percebe as indirectas, mesmo comigo tem destas atitudes, quando não digo directamente.
Hás-de querer alguma coisa!?:)(diz ele):)
Quanto ao nosso rapaz, lá descalçou as sandálias;)
beijinhos

Mário Relvas disse...

Olá Mina, não creio que seja por ser homem... :)

Na próxima o Bruno irá ao pão com o pai...

Abraceijos para si e para o Bruno

São disse...

Ah, MIna, que tarfa dura a sua!

Os homens são mesmo assim, mas que podemos fazer se não existem outros?


Abraço apertado.

Mina disse...

Mário
ahahah pode ser especificamente este homem senhor meu marido:)
Que nem a mim ele às vezes percebe e já temos um relacionamento de 34 anos :)))
Vai! vai! com pai ao pão, senão começar às voltas com conversa e disser logo sim:)

beijinhos

Mina disse...

São

Lool os outros não conheço, mas o que tenho cá por casa é um pouco só um pouquito distraído.
E tem um pitadinha a mais de "aspie", como alguém diz o fruto não caie muito longe da árvore.
Acreditando eu que um dos factores é genetico eles até são parecidos um o (filho) com menores capacidades de autonomia a todos os níveis.
Mas a "vaguear" andam lá perto:)
Beijinhos

Nina disse...

Pois é, querida.:(

bji :)

Mina disse...

Nina

Nada grave, tudo se supera:) è preciso estar-mos atentos:)
beijinhos