Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Prache


Ser mãe de dois, ou mais, obriga-nos a outra disponibilidade.
Principalmente se um é especial o outro também também o é.
Esta semana a mana iniciou uma nova etapa na vida dela.
A mãe é só uma, não podia deixar de a acompanhar nesta transição.
Podia deixar o Bruno sózinho e acompanhar a irmã, ele não ficaria mal com um pratinho de comida preparado e só aquecer no micro-ondas.
Nem ele se importaria e até preferia.
Porque assim apanhou uma seca parte do dia a limpar( só a loiça) no espaço onde a irmã irá passar este ano.

(Foi este o estado em que a "piquena" chegou)

10 comentários:

AvoGI disse...

Ei, MÃE MINA
felicidades para a cacula e para ti tb
ela ficou perto de casa?
Espero que tenha sido a sua (boa) opção e escolha de futuro. EA (ela tem na mão)? que significa?
kis e montes de felicidades e bola pá frente catrás vem gente
kis :=)

Grilinha disse...

São todos especiais...uns precisam de mais outros de menos acompanhamento. Mas todos precisam da atenção da mamã, não é ? Parabéns por essa nova etapa !

Fê-blue bird disse...

Prima, a sua "piquena" começou uma nova etapa, desejo-lhe as maiores felicidades e principalmente desejo que os seus desejos se possam realizar neste nosso país.
Já agora qual o curso e a faculdade?

beijinhos e bom fim de semana

Mina disse...

Avogi

Obrigada
Sim está por perto, só não vem a casa todos dias porque ainda não tem carta de condução, está mesmo aqui ao lado nos amigos de Peniche rsss, e opção do curso foi pela proximidade.
E-Engenharia A-Alimentar, então não se está mesmo a ver que agora é que vamos comer peixe fresco:)
Beijokas

Mina disse...

Grilinha

Imagino os pais que tem mais, que fazem o milagre da multiplicação.
Claro que os nossos special , precisam de outros cuidados felizmente sou uma preveligiada que o meu não é dos que dá trabalho, por mea culpa está muito apegado a mim, porque não sinto o mundo seguro para ele.
Ela também é ma petit e são muitas alterações ao mesmo tempo também tenho que acompanhar este ano nem teve férias, começou a tirar carta e agora as aulas e durante mais uns meses vai continuar a conjugar as duas coisas, hoje quando saiu da aula de condução vinha tomatinho e transpirar, soube-lhe bem o abraçinho da mãe a aconchegar:)
Lool ele quando cheguei a casa estava preocupado, porque demoraste tanto tempo!?
É que ainda fomos fazer umas compritas;)
Isto é que anda uma mãe controlada:)
Obrigada beijinhos

Mina disse...

Prima Fê

Infelizmente hoje em dia os nossos "piquenos", não podem ter sonhos, a opção prendeu-se com a proximidade do Instituto,fosse qual fosse a escolha não se vê saídas profissionais.
Eu ainda fiz algum pressing para que fosse para outro tipo de engenharia mecanica ou para as àreas da saúde que nem todos teriam essa possibilidade e ela tinha uma média que lhe permitia outras saídas.
Escolheu está escolhido está sempre a tempo de mudar.
Por falar nisso nunca é tarde e até tem um colega sénior caloiro.
O curso é engenharia alimentar, lá vai preocupar mais o irmão com as gorduras rsss
beijinhos

AvoGI disse...

Ah, dou mesmo dahhhhhh! andei a pensar que poderia ser essas iniciais?
Sò vai no week-end? hummm mas depois assim qu etenha a carta vai mais vezes a casa. EA? tem saidas profissionais? tenho a fijha deuma amiga que mudou desse para outro pk infelizmente para ela nao era o que esperava! Acho qu etem muita quimica é mais do genero de combinar os elementos de ecada alimento tanto na fabricaçao como na conservaçao . enfim s eela gosta vá e s tire proveito
felicidades
kis :=)

Mina disse...

Avogi
Saídas, saídas já nada tem, e gostar também não gosta de nada.
Haver vamos o que daqui resulta,das disciplinas ela gosta de Matemática, Fisica, Quimica, Biologia, já a introdução aos processos industriais como é nova ela ainda estranha, e teoricamente gosta do curso, na prática é que já é pior, mas ainda é cedo para poder mos avaliar.
P'ro ano já vai e vem todos dias se ali se mantiver.
Beijokas

Estrumpfina disse...

Felicidades!!!

Eu fugi da praxe com estilo LOL perguntaram-me "és nova cá?" e eu respondi "Não!" e foram à vida deles LOL

Mina disse...

Estrumpfina
:) Felizmente, já não é como antigamente e sempre é uma experiência, só alinhou porque permitiu é uma forma de integração.
Não sabia era que duas semanas, estas brincadeiras ainda ontem foi jantar com o grupo do curso dos vários anos.
Embora aqui deste lado tenha estado sempre preocupada, faz parte do crescimento, desde que não cometam exageros.
Beijinhos