Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

quinta-feira, 17 de maio de 2012

"Sexualidade!

Sexualidade e sexo não é bem a mesma coisa!?
Sexualidade implica trocas afectivas contactos, para as quais muitos portadores do espectro de autismo não conseguirão esse contacto.
Eventualmente se forem levados por terceiros,poderão alinhar nessas trocas...
Muitas vezes e como qualquer homem a masturbação é a técnica usada!!!
Por ser solitária e satisfatória, a libido será igual a outros homens, a não ser alguns que tomem medicação que provoque alguma diminuição...

8 comentários:

São disse...

Muitas vezes a relação sexual num par não passa de masrurbação a dois...especialmente quando acontece em encontros de acaso.

Um abraço para vós.

quem és, que fazes aqui? disse...

Estes mundos têm que ser vividos para que não haja a inconsistência do Ser.

Beijo

Fê-blue bird disse...

Prima:
Um tema que tem que ser encarado com naturalidade, serenidade e bom senso, não é verdade?

beijinhos

AvoGI disse...

nao sabia
kis .=)

Mina disse...

São

Sem dúvida que um encontro fortuito, se trata de um acto mecânico, onde encontram prazer mas não sentimentos e outra envolvência emocional.

Beijinhos

Mina disse...

Laura

Quem somos nós para poder avaliar a intimidade dos outros, é preciso senti-la.
Beijinhos

Mina disse...

Prima Fê
Sem dúvida com naturalidade, ainda à quem pense, não só em relação ao espectro mas à população portadora de alguma defeciência que são seres assexuados.

A sexualidade quer queiramos ou não é vivida de forma diferente nos dois sexos, nas mulheres predomina ainda o romantismo, nos homens mais o lado prático:)
Portanto não é muito diferente.

Beijocas

Mina disse...

Avogi

Não é nada cientifico, parte das minhas leituras troca de experiências e observação.

Que lógicamente não funciona em todos da mesma forma, tal como nos outros seres humanos cada um vive a experiência à sua maneira.

Nem este post, se refere exclusivamente a uma pessoa tentei ser sucinta, mas abragente no espectro.

Uma coisa eles são fiéis.

bjocas