Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

quinta-feira, 19 de abril de 2012

"Don't Like"

Ele acontece-me cada uma, que tenho a certeza muita gente bradaria aos céus, e ficaria revoltado, injuriava o governo, os políticos etc etc..
Claro que também à muita coisa com a qual não concordo e acho lamentável nomeadamente no sistema de saúde.
Mas não me atirem areia para os olhos, nem façam do povo estúpido.
A meio de Abril o Bruno foi convocado para uma consulta de acompanhamento psicológico e tinha ido anteriormente , em final de Janeiro, não que seja um caso de vida ou de morte, mas estas pessoas com formação académica saberão e terão outras estratégias para lidar com determinadas fobias nomeadamente o medo de ser agredido.
Então o que a técnica tinha para me dizer, que este programa tinha 2 anos e terminava a 31 de Maio, e que não sabia se iria continuar, que estava pendente do ministério que com os cortes orçamentais as dúvidas eram mais que muitas...
Mas!
E aqui o Mas é que tem que se lhe diga:-) se o programa se mantivesse o Bruno seria atendido uma vez por mês, e até propôs apoio psicólogico para o cuidador neste caso (eu), que não pedi nem solicitei nenhum acompanhamento, mas esse ser-me-ia facultado, porque é normal os cuidadores acusarem um desgaste.
Pois! respondi o desgaste não é o meu filho que o provoca eheheh, é o mundo que o rodeia , os politicos, as politícas as instituições que deviam cuidar e proteger.
O quê que fazem!? esse é que é meu verdadeiro desgaste! O que será o amanhã, antes eu não visse o quanto as pessoas só vêem os seus interesses.
Claro que disse isto tudo e até exemplifiquei ( aí o meu lado Aspie), perante este desgaste não é um apoio psicológico que preciso, não vale a pena dispenderem esses recursos comigo, que felizmente ainda não preciso.
E agora pergunto eu se este programa tem 24 meses!? O Bruno foi recebido, durante um ano uma única vez para preencher a ficha.
E agora que está a acabar. Neste ano duas vezes, num total de 3 vezes no período vigente eheheheh e agora se é para ser mensal porque não agendou para Maio, ora meio de Abril, meio de Maio, não Junho eheheh que assim já se sabe se é para continuar ou não;)
Nada melhor para um "Aspie", do que fazer este tipo de terapia psicológica do que espetar-lhe assim, com: talvez sim, talvez não, não temos a certeza, não sabemos, pode ser, pode não ser ....
Pois lamento que se era para me revoltar e gritaarrrrrrrrr, pois não, talvez, não sei...
Como gostamos de ser usados :( Secalhar preciso mesmo de acompanhento psicológico... Ou então!De uma venda nos olhos, e um kg de serradura para a cabeça.

6 comentários:

AvoGI disse...

é do dia ? é o dia da revolta? chiça esta treta tá reles
kis :=(

acácia rubra disse...

Mina

Cada vez estamos pior! Deviam ter vergonha!

Beijo

Mina disse...

Avogi

Revoltada eu eheheeheh era preciso cair o Carmo e a Trindade...
Estou é aparvalhada, durante 2 anos andaram a fazer o quê!?
Apenas levantamentos, e tanta gente para atender, nós saímos não estava lá mais ninguém!
Deveria haver realmente uma auditoria séria a estes programas.
A mim não me apanham neste tipo de chantagem, enquanto eu tiver lucidez suficiente, tenho que ver os dois lados e fazer a minha apreciação estes serviços são pagos com dinheiro de todos os contribuintes.
Bjokas

Mina disse...

Acácia

Pode crer estamos mesmo pior, pois eu prefiro ficar sem o acompanhamento que nunca teve, do que compactuar com estas " chantagens", não gosto deste tipo de jogos.

Bjinhos

São disse...

Para começar detesto , detesto mesmo, esse termo "cuidadores"!!

E se para toda gente é necessária coerência , para casos destes a necesidade aumenta.

Não há dinheiro para o que é verdadeiramente indispensável, mas existe para outro tipo de coisas - substituição de carro de Passos, por exemplo.

Um abraço para vós.

Mina disse...

São

Lool a mim os termos são me indiferentes rsss, já as acções não.
E estas incertezas, não se coadunam com a ninguém, muito menos a este tipo de patologia, mas até aí reside a ignorância, ou então era mesmo para perturbar, mas fazer alguma coisa era ao contrário também não acho justo que se ande a pagar a estes profissionais para não fazerem nada ou apenas preencher fichas.
Porque nem sequer ligaram mais e só chamaram agora porque na consulta de Janeiro comentei com psiquiatra da necessidade e se haveria possibilidade de um acompanhamento psicológico.
E ele tinha lá escrito na ficha que uma profissional da equipe nos tinha atendido numa determinada data, o que não era de todos verdade rsss, e que tinha ido com a mãe...
Portanto até eu posso ser "profissional", escrevo o que me apetecer na ficha mesmo que não veja o paciente.Ninguém fiscaliza.
Enfim, até me faltam as palavras...
bjokas