Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Novas Tecnologias!...


Bilhetes recarregáveis,escolhemos para onde vamos e carregamos a quantia!...
Ok. entramos no "train", estamos legais carregamos os bilhetes xD.
Não, não estávamos :D, esqueci de os validar que é outro procedimento! E agora?!... Pronto!...Vou ter de pagar novos bilhetes!...
Contra factos não há argumentos, saco do porta moedas e lá compro mais dois bilhetes. Furiosa (por dentro)a ver se na próxima tropeço no validador.
Porque ter carregado o cartão ter o talão comprovativo que paguei aquela viagem não serve de nada!...
"Simpaticamente" o senhor cobra-me novo bilhete, a partir do Oriente até ao nosso destino.
O meu lado "Aspie" diz-lhe que entrei em Santa Apolónia xD(quase me sussurra o favor que me está a fazer, que é para eu pagar menos):D
Ok. Silenciei e agradeci a benesse.
Mas!... na multiplicação perdi-me , afinal o mais barato é pagar duas vezes e ainda por cima um percurso mais curto custar mais 10 cêntimos cada do que aquele cartão carregado na máquina!... eheheheh
Agradeço a gentileza. E a ver se para próxima me colocam as barreiras, que em alguns locais já têm, para me obrigar a validar o bilhete.
Que estes "shampoo e amaciador", juntos não sabe lá muito bem à aquela hora da noite...
Cá estamos vivendo e aprendendo. Já sei, senão me esquecer para próxima valido o bilhete. Quem me manda a mim ser sincera!...

Ah!...No meio de tudo ainda culpabilizo o meu rapaz, por não me lembrar, dessas "bem-ditas-maquinetas" ele que é rapaz da memória, mas nessas coisas ele é muito aéreo ou confia na mãe...
E no seu lado ingénuo (tranquilizador;)) ainda me lê o recibo, que diz:que só é valido, depois passar no obliterador :D

4 comentários:

Estrumpfina disse...

Pois... Já me aconteceu ter de voltar atrás, à procura da máquina de validação. Se todas as estações tivessem torniquetes não passávamos estes maus bocados. Se isto nos faz confusão a nós imagino a pessoas mais velhas...

bjs

Mina disse...

Andreia
Eu ainda pensei voltar ao terminal , para validar, mas corria o sério risco de perder aquele comboio,e não tinha outro para regressar...
O senhor poderia ter aceite que já uma outra vez me aconteceu, mas ai desconhecia mesmo no Oriente, e como tinha os talões que têm a hora e o percurso como valido para a viagem...
Imagina que não tinha mais dinheiro?!...
Estava a ver aquele senhor "simpático" a mandar-nos sair na estação onde estavamos ;)
Andam sempre a alterar, dantes bastava tirar o bilhete na máquina, agora comprasse cartão para tudo e mais alguma coisa, ainda por cima aqueles que carreguei as viagens posso deita-los fora que não estando vazios não posso fazer outros carregamentos...
Houve um fim de semana que fui a Lisboa e tive de comprar cartões a triplicar, que havia sempre complicação de um transporte para outro, e do tipo de carregamento...
Acho que vamos ter arranjar cursos em cartões de transporte...
bjocas

Estrumpfina disse...

LOL

E o mote é simplificar!

bjs

Mina disse...

Andreia
Simplicíssimo,
Aqui na linha oeste ainda é o metódo antigo...
bjs