Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

segunda-feira, 12 de março de 2012

Pense nisto!??

“… Imagine chegar em um país onde você não entende a língua e não conhece os costumes – e ninguém entende o que você quer ou precisa. Você, na tentativa de se organizar e entender esse ambiente, provavelmente apresentará comportamentos que os nativos acharão estranhos…”
(citação retirada do Manual de Treinamento ABA – Help us learn – Ajude-nos a aprender.)

Com base também nesta citação.
E no que me apercebo de como o meu filho se organiza para chegar às pessoas, através do que a elas diga respeito, por exemplo se for alguém do Espanhol ele vai buscar temas nem que seja jogos futebol ou nomes ligados a Espanha, se for um professor de Português é capaz de ir pelo acordo ortográfico, se for de Matemática ir por cálculos e formulas.
Curioso que neste fim de semana em conversa com outro "Aspie"*, redefeni esta citação e transferi-a para o meu universo.
Enquanto o outro jovem me dizia, o teu filho não fala!!!
Enquanto ele próprio repetia continuamente um tema do seu interesse.
Quando lhe disse se perguntares alguma coisa do interesse dele ele fala, por exemplo desporto, climas, até quem é o presidente da ONU, ele sabe, tens é de ser tu a perguntar.
Como a mãe desse jovem é Brasileira, a forma de ele chegar a ela:
O que, quer dizer, galera!???
Afinal é fácíl, o truque está em fazer o mesmo em relação a ele!!

5 comentários:

AvoGI disse...

era assim que os nossos emigrantes se sentiam quando chegavam a um pais que nao entendiam diziam coisas às cegas diziam asneiras ma s no final entendiam-se MINA, assim fazem as crianças de varias nacionalidades quando se encontram numa piscina. assim sao jovens quando apanhados na malha do amor por uma estrangeira :entendem-se seja de que maneira for
kis :=)

acácia rubra disse...

Estou sempre a aprender, aqui!

Beijo

Mina disse...

Avogi
Só que hoje em dia é tudo muito "fast food" e querem tudo rápido, não há paciência, nem condescência para quem tem mais dificuldade...
bjinhos

Mina disse...

Amiga Acácia

Obrigada
Todos quisessem saber!!!
bjinhos

Mina disse...

Um aparte, aviso à navegação, senão me virem por estas bandas fo io "vento que lhe deu":(
Sinto uma brisa viral, já tive que fechar uma porta.
E também estes dias vão ser de uma caminhada mais longa...