Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

domingo, 18 de dezembro de 2011

"Vais te rir"


Numa passagem de nível com guarda, há uma fila de transito com mais de quilómetro, isto porque a passagem de nível com guarda permanece com a cancela para baixo há bastante tempo até que um condutor de um veiculo perde mesmo a paciência e dirige se para junto do guarda da passagem de nível e faz-lhe a seguinte pergunta:
-Mas porque razão, você não abre a cancela?
E o guarda responde: Porque vai passar o comboio.
E o individuo não está nada satisfeito com o guarda e diz:
-Mas você já tem a cancela fechada à mais de uma hora e eu ainda não vi passar comboio nenhum.
E o guarda responde:
-Pois não.
E o individuo fica ainda mais irritado com o guarda e diz-lhe:
-Abra já imediatamente a cancela ou então está feito comigo.
Depois grande parte dos condutores dos veiculos começa a buzinar e a dizer para o guarda da passagem de nível o seguinte:
-Epá, senhor guarda abra-me essa porcaria.
Como o guarda continuava sem abrir a cancela há mais condutores a ameaçar o guarda da passagem de nível até que com tantas ameaças o guarda teve mesmo que abrir a cancela e abriu para os automóveis passarem.
Os automóveis passaram a passagem de nível e o pior aconteceu, quando os automóveis passaram a passagem de nível depois de muito tempo de espera, o comboio apareceu e atropelou todos esses automóveis que ficaram à espera da abertura da passagem de nível durante mais de uma hora.
Foi uma tragédia.
Bruno.V 17/12/2011

A tendência para a tragédia já é antiga aqui

5 comentários:

Mina disse...

Vais te rir, o meu filho lá acha que a mãe ri pouco:-)

Como é que alguém pode rir com uma tragédia.
A forma como ele vê e analisa a falta de paciência de quem espera, sempre levada ao exagero.
Lool e do que a mãe ri é mesmo dos exageros com que ele enxerga as situações.

Fê-blue bird disse...

Prima, parece as notícias da TVI :))
Será que vê muita televisão e depois guarda estas notícias mais dramáticas?
Sinceramente acabei por me rir também.

beijinhos e boa semana

Mina disse...

Prima Fê

Vê muita TV, mas não só TVI eheheheh

È muito polivalente, canais de música e desporto é o que mais vê, e concursos, a notícias também apanha até, lê os rodapés.

Isto é uma mistura da falta de paciência do pai, com que vê na TV, mas é mais situações do dia a dia que ele exagera.

É este o tipo de escrita que já vem desde cedo,como se pode ler no texto da Joana que ele só tinha 8 anos...

bjocas

Rainbow Mum disse...

Faz de facto lembrar a história da Joana :) O seu Bruno tem queda para a tragédia! Beijinhos

Mina disse...

Rainbow

Não sou psicolga, nem terapeuta de coisa nenhuma.

Mas querer me parecer que é a forma como ele vê o mundo e as suas dificuldades em estar integrado nele.

Não são todos iguias, mas mesmo sendo quase sempre tragédia, é coerente na sua linha de racicionío.

Acho engraçado é o exagero e esse não percebo bem porquê...

bjinhos