Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

terça-feira, 8 de novembro de 2011

"Pequenas Vitórias"


Há coisas nestes "meninos" homens que são desconcertantes e até incompreensíveis, para o comum dos mortais.
Durante muitos anos a cor do leite incomodava-o(suponho eu)
Os seus pequenos almoços, obedeciam sempre ao seguinte ritual:
O leite só podia ser em pacote pequeno com palhinha fina ( assim, não lhe via a cor).
Desta maneira a quantidade que ingeria não lhe provocava enjoos).
Enquanto isso os cereais eram comidos a seco.
Mas se fosse Nestum com Figo já se podia misturar com leite.
O Nestum era só mesmo o de Figos de outros sabores não comia, fazia-me andar à procura nos vários supermercados,que nem sempre havia, até que foi retirado do mercado.
Foi complicado ele adaptar-se, tinha necessidade de saber o porque da saída desse produto do mercado.

Hoje em dia,já faz a mistura dos cereais com leite, para o seu pequeno almoço, sem nenhum tipo de problema.
É habitual usar-mos pacotes de leite com abertura de tampa que ele denrosca, mas esta manhã esse tinha acabado, e só tinha daqueles que tem de cortar a ponta, imagino a dificuldade dele para cortar a pontinha xD ( mas não fez estragos)
Já substitui-o o nestum com figos por nestum com mel, nos dias em que o pequeno almoço tem de ser mais rápido( preparado,pelos pais).

8 comentários:

Grilinha disse...

Oh...tb gostava desse nestum, sabes ?

É bem engraçado registares todos estes pormenores.
As preferências atingem realmente um ponto impressionante...
Para nós, é mais ou menos "igual ao litro"...mas nem para toda a gente.

Um beijinho

Fê-blue bird disse...

Prima:
Penso que são estas rotinas que lhe dão segurança, tudo o que sai dentro da normalidade desorienta-o.
No entanto pode surpreender, como aconteceu esta manhã.
Sabes que adorava Nestum com figos, era o único que comia e nunca compreendi porque desapareceu :)

beijinhos

Mina disse...

Grilinha

Estes pormenores, são fixações que leva anos a conseguir desprender-se deles, e não pode ser forçado, tem de ser ele a tomar a iniciativa.
Que durante anos fiz algumas tentativas de ele beber leite no copo, cheguei inclusivé a comprar um copo com tampa e palhinha para ele não ver o leite, mas como era mais larga que as do pacote, ficava agoniado.

:-) e eu a pensar que era só ele a preferir este nestum e por ter pouca saída comercial tivesse sido retirado do mercado...

bjokinhas

Mina disse...

Prima Fê
vejo que já está muito entendida na matéria "Aspie" é isso mesmo também uma questão de segurança.
Precisa de um ambiente muito estruturado à maneira dele.

Sobre o nestum ele ficou mesmo preocupado, até queria escrever para Nestlé para saber porquê.
Lá inventei que era porque não se vendia o suficiente:-)

bjokinhas

gloria ribeiro disse...

São estas pequenas vitórias que nos fazem caminhar e valorizar estas coisas,que partilhadas com pessoas ue não vivam esta realidade julgam que somos tolas bjs

Mina disse...

Glória
È isso mesmo, muitas vezes, passaremos por tolas com estes pequenissímos progressos.

E damos em doidas com estas obsessões "paranóicas",que diferença faz o leite "assim ou assado".

E tantas outras fixações que nos parecem infundamentadas, mas que para eles é mesmo assim.
beijokas

AVOGI disse...

MINA
coisas encantadoras que só quem tem um rapaz assim pode contar , e vivenciá-las. eu até fico sem palavras!
como implicar com a cor do leite? como implicar com a palhinha? e con o nestun? Ai MINA, ainda bem que relatas estas cenas do quotidiano. Vou fazer uma ligação para o teu blogue. toda a gente tem de saber destas tuas histórias
kis :=)

Mina disse...

Avogi
Realmente são coisas estranhas, para quem não as vive...
Mas estas pessoas tem os sentidos muito apurados, entre eles o paladar e à sabores que lhes são "agrestes", misturando isto com cheiro e a visão todo o amontoado de sentidos não é daqui dissociado.
bjinhos