Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

quinta-feira, 7 de outubro de 2010



Não custa ajudar, basta um tempinho livre e vontade de o fazer!!!
Só tem a aprender ao partilhar umas horas da sua vida com uma criança especial!..
Este apelo vai para a ilha da Madeira!...
Cliquem na imagem para ampliar

6 comentários:

AVOGI disse...

mina nao sabia desta caso. adoraria ajudar , ma sde certeza é necessário tempo livre e eu infelizmente ou felizmente tenho o dia todo ocupado. mas fica aqui o registo que sou solidaria com estas crianças e importo-me com elas.kis :(:(

Mina disse...

Avogi
Ficou registado , obrigado...
Haverá concerteza mais casos, este tornou-se público a intenção é divulga-lo...
E não precisa ser a Gi, que nós sabemos a tarefa de ser avó e sobrinha ocupa muito tempo...
Mas poderá secalhar ajudar difundido a mensagem pelos amigos espalhados, pela ilha...
Qualquer pessoa com vontade umas horas livres, tem de ter a grande responsabilidade de cumprir.
Com estas crianças não se pode falhar...
Eu sei que Gi, seria uma óptima companhia e ajuda para a criança com a prática que tem e gosto...
Mas pode ser uma amiga que tenha uma vida mais monótona eheheheh
bjocas

Mrs_Noris disse...

Fixe!

Mina disse...

Noris
Divulga s.f.f.
Pode ser uma excelente aprendizagem, para quem foe aplicar a técnica ou metódo...
bjinhos

Fê-blue bird disse...

Prima:
Que iniciativa mais original e comovente.
Se me permite vou pôr este "cartaz" no meu blogue para deste modo dar a minha humilde contribuição.
Realmente há notícias que nunca deixam de me surpreender pela positiva.
São elas alimentam muitas vezes o nosso "acreditar" na humanidade.

Beijinhos e bom fim de semana.

Mina disse...

Prima Fê
Já não é original, mas está a ser implementado em Portugal por algumas pessoas que tiveram acesso ao método, grupos de pais que estão interessados num mundo melhor para os filhos, no Continente também estão a ser feitos estes pedidos, toda a informação é passada de como devem comunicar com a criança...
Este é um tipo de dávida, que só mesmo quem tiver gosto e empenho pode dar...
Pode divulgar concerteza, é público, eu também o retirei da internet, neste caso do facebook onde está a ser difundido.
Acredito, que o Alan e outros meninos vão conseguir progredir, com ajuda de todos...
Cada um dá o que pode eu neste caso também só divulgar, mas se houver algum caso perto de mim estarei de certeza na linha da frente...
Bjinhos amiga