Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

domingo, 20 de dezembro de 2009

Meu " rico" Filho

Há coisas, que quem não passa por elas até custa a acreditar, mas eu não posso deixar de ficar enternecida e ao mesmo tempo preocupada com esta forma particular de estar na vida.
Que poucos conseguem entender( espero que este blog dê um contributo para alguma compreensão, destas pessoas especiais)
Como companheiro habitual da mãe nas compras, ontem não foi excepção, e lá fomos os dois.
Ambos" perdidos", por livros, um de cada lado das prateleiras.
Procurando os livros do nosso interesse, eu vi muitos mas a dois não resisti, peguei neles e coloquei no carrinho.
-Estes são a minha prenda de Natal( comentei com o Bruno)
-E, tu filho, queres algum?..
-Só, se for este, e apresenta-me um de climas. Claro está!
Interesse mais que profundo..
-Mas só se custar até 10 euros,( diz ele) kkk
Não tinha preço, passamos no scanner, custava 15,80euros
-Oh!..Queria que custasse menos de 10 euros (diz ele novamente)
-Ó, filho não faz mal podes levar é a tua prenda de Natal.
Chegamos a casa, deixou ficar o livro , junto das outras lembranças, que tenho para embrulhar.
Claro é prenda de Natal, só pode ser aberta no dia e deve estar embrulhada.
Quem, lida com SA, sabe que isto é um comportamento genuíno. Espero que outros consigam também entender...

7 comentários:

Mrs_Noris disse...

Podia já ter feito o embrulho na loja, ora. ;)
Eu também sou como o Bruno! Vou comprando as prendas e pondo à volta da árvore de Natal, até aquela que ofereço a mim própria, fazendo de conta que é do Pai Natal (lol).
Por aqui as prendas de Natal são abertas em família no dia 25 depois do almoço. Acho que o Bruno está mais que certo, sem sombra de dúvida. ;)

Beijokas.

Atena disse...

olá... essa é a sua forma de ser, de estar de ver as coisas. A pureza, a "ingenuídade", os valores... adoro-os a todos e acho-os fascinantes, doces, ternos. Também tenho epísódios muito engraçados com o meu menino, e sabe que mais - adoro-o exactamente como ele é, tenho aprendido muitíssimo com ele e tenho um imenso orgulho nele - na sua alegria contagiante, na forma como ignora a maldade e lhe passa por cima muitas vezes.
O medo do amanhã é que me atormenta, como a todas as mães... mas talvez muito mais a "nós"!
Mas a vida é para viver um dia de cada vez, e é isso precisamente que vou fazendo e vou sentindo muitos motivos para sorrir. Os outros que não me fazem nada rir, tento tirar-lhes "tamanho" para não me fazerem grandes moças.
Grande abraço, muita força e que grande companheiro tem consigo!

Mina disse...

Noris
Foi ele que escolheu, o que até acho uma boa ideia que pelo menos é ao gosto dele. Que ele queria mesmo era um disco rígido.
Ele acha que é obrigatório receber presentes, passar o Natal com a familía.
Até parece normal, se para ele isto não fossem normas que instituidas, e tem muita dificuldade em que se alterem.
Eu também faço o mesmo algumas vezes compro os meus presentes, e depois embrulho rsss, mas não é a mesma coisa lool
bjocas

Mina disse...

Olá Atena
Obrigada , pela presença.
Para nós progenitores esta forma de estar é uma doçura, sem maldade sem julgamentos aos outros.
Mas a sociedade, não está preparada, para lidar com seres tão sinceros e puros, que são capazes de dizer com toda a naturalidade aquilo que pensam, sem olhar a quem. E estou-me aqui a lembrar de um rapaz que na consulta do Dr. Nuno Lobo antunes , lhe disse directamente "Tu estás velho" rsss, o que é relativo.
Ainda me lembro o meu em pequeno, dizer á avó que não lhe dava beijinhos que ela tinha mau hálito.
Eu também me vou rindo, com as muitas saídas do meu que já é um adulto, mas continua com a mesma ingenuiedade, o que não é o mesmo que me rir dele...
Pode querer que é um grande companheiro, alguém que tanto me ama com todos os defeitos que eu tenho, rsss, que por acaso ele não nota.Quem pode não amar incondicionalmente uma pessoa que tanto nos quer...
Boa sorte neste caminho, viver um dia de cada vez, para vós o futuro vem longe e não conseguimos prevêr ou antecipar...
Bjocas

avogi disse...

Adoro este rapaz e a sua forma de estar na sociedade. Isto demonstra também o esforço, a dedicação, o empenho de mãe em levar este barco a bom porto. Está a conseguir Mina, pois conheci crianças com Asperger que nem em sombra têm a atitude e comportamento do bruno.Tomara a nós termos essa pureza e não vermos a maldade em cada canto. Mas não só eles é que são assim. E ainda bem. Eles são os especiais, são sim, sem sombra de dúvida.

Mina disse...

Avogi
Eu faço o que posso,com todo o amor e dedicação.
Sempre houve uma sr que eu quiz contrariar " Leo Kanner", que o meu filho nunca iria padecer de falta de afecto.
E ás vezes canso-me de ouvir repetir dezenas de vezes a mesma coisa, de ser tão ingenuo.
Mas, depois penso porque será que é ele que está mal e não nós?!...
Eles vive neste planeta e têm de ser respeitado, tal qual é, tento que os outros o aceitem nesta tua maneira ser...
bjos

Mina disse...

Corrigo
"sua maneira de ser"