Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Só podia, ser assim!...

"Seduziste-me e eu deixei-me seduzir!" (Jeremias 20,7)


Li, esta frase Bíblica, na revista da Fenacerci deste ano, dita por uma mãe de um menino especial.
E acrescentava ainda: "Fui "adoptada", por uma criança com paralisia cerebral e descobri o mundo da diferença".-Ana Garcia

Achei este pensamento tão profundo, que decidi transcrevê-lo também aqui, acho que todos os pais de crianças especiais, somos "adoptados", por eles, através da sensibilidade e da sedução, que nos transmitem...

2 comentários:

Anabela disse...

Eu acrescento uma frase de Antoine Saint-Exupéry:
"Somos eternamente responsáveis por aqueles que cativamos"

Eu também sou cada vez mais "agarrada" ao meu João, a cada dia que passa gosto mais dele, fico mais preocupada com as suas dificuldades, enterneço-me mais com as suas manias estranhas, derreto-me mais com os seus miminhos.

Talvez estes meninos tenham mesmo nascido para nos ensinar que é nas pequenas coisas que está a verdadeira felicidade. Eles são felizes no seu mundo.

Mina disse...

Anabela
Esta sua descrição do João comoveu-me, ainda para mais vindo de quem ainda não é a mãe.
E era bom que conseguimos aprender, mais com eles, e ver o mundo com a"pureza"que eles vêem.

Fico triste e preocupada, quando há pessoas que julgam sem conhecer....
E não é fácil, para quem nunca foi "tocada", por estes seres de excepção, vir a entender.
Gostaria, muito que este blogue ajudasse a um maior entendimento...
obrigada
bjos