Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

quinta-feira, 31 de março de 2011

"Autismo/ Asperger na 1ª Pessoa"


As palavras soam a pouco para agradecer a honra de estar em tão brilhante mesinha de cabeceira...
Não tenho o dom da escrita, isso deixo p'ra quem sabe, mas a capacidade de sentir, e as emoções são algo que não consigo esconder, a amizade e a partilha è algo forte que nos une.
Mas o autismo é mote da nossa vivência comum e nas linhas que se cruzam num emaranhado de ligações.
Que a Ana descreve tão bem nesta entrevista, onde nós estamos presentes.
Obrigado
29-03 RUBRICA MESINHA DE CABECEIRA by Radio Marinhais

A escritora Ana Martins aqui

7 comentários:

Ana Martins disse...

mas eu é que tenho a honra de te ter lido e relido antes de adormecer nestes últimos tempos. não li apenas as palavras ou um sentir comum de mãe, nem a dor da incompreensão que quem não tem sequer consciência do que nos diz ou faz e a nossos pequenos filhos. Li principalmente o que não me canso de analisar: as palavras do teu Bruno, porque é pela mão dos jovens adultos com Asperger e autismo que conseguimos entender todos eles, até aquelas pequenas situações que nos desconcertam e que, num momento mágico, nos trazem a tal peça de puzzle que há tanto buscávamos. Obrigada Mina. Com a tua habitual generosidade abriste as portas da tua casa (espero que a morada mencionada à EDP não seja a real eheh)e principalmente as portas do teu coração, e esse minha amiga, é um tesouro que tu não tens escondido, distribuis por aí com esse sorriso enorme que te (re)conhecemos.
Mina, as letras cruzaram-nos por aí, as nossas vivências puseram-nos do mesmo lado da barreira, a amizade despontou e consolidou-se. A honra é minha, querida Mina, de te poder mimar numa rubrica que assino semanalmente, até porque é a realidade - estiveste na minha mesa de cabeceira... agora apenas te passei para a mesa de trabalho!

Recebe uma beijoca e antes que me esqueça... dá um abraço ao teu Bruno! Ufff ainda fui a tempo, claro!, mais vale tarde que nunca, e os terroristas não sabem ler português!!

Mina disse...

Acho que é senso comum as mães terem estes sentimentos, estes meninos e estes homens são incontornáveis e fascinantes, que nos ensinam e nos tornam também em pessoas diferentes...

Este testumunho é o meu pequeno contributo do muito que o meu filho me tem feito viver de bom e menos bom, mas viver intensamente....
Esta versão não foi feita com intuito comercial, apenas para a familia e alguns amigos dos quais tu já fazes parte ehehheh

Os textos do Bruno são integralmente dele, claro que na EDP tive de alterar a morada, o teria o cobrador à porta xD

Tu também estás na minha mesinha de cabeceira que tem ando lenta a leitura...

O Bruno esteve a ouvir a versão audio e gostou muito, até quando já não eras tu a falar, foi até ao último segundo,os teus beijinhos vão ser entregues
bjinhos tambám p'ra ti e Pedrocas

Fê-blue bird disse...

Em breve minha amiga vou ter o prazer de vos ter também na minha mesa de cabeceira.
Adorei o comentário da Ana Martins que deve ser uma pessoa e uma amiga maravilhosa, adorei o texto do Bruno, só lamento não ter o livro em meu poder agora.
Beijinhos e desejo que nestes dias tão importantes para vós, tudo corra como desejam.

Mina disse...

Obrigada Prima Fê

A Ana p'ra além de uma excelente escritora muito criativa, consegue transformar uma pedra num cristal:-)) è para além disso um ser humano cheio de outros talentos e o dar-se aos outros é um deles e é um bocadinho por aí que nos identificamos muito...Eu até gosto dos elogios ihihihi ás vezes acho que não os mereço mas isso é outra questão:-)))

Espero que façamos uma óptima companhia na tua mesa de cabeceira, acredito qeu a passagem por lá vai ser rápida...
E a leitura da prima vai ser muito importante, diferente da da Ana e de outros pais que sentem na pele o Autismo/Asperger.
Vou querer saber a tua opinião de quem está por fora se ajuda a compreender de alguma forma...
bjinhos e boas leituras

Atena disse...

Também quero um, também quero um!
Nem que seja emprestado Mina!

Atena disse...

Entusiasmeí-me com o livro e esqueci-me de deixar beijo enorme a estas mãe/mulheres de quem tanto gosto... Portanto beijo grande para as 3... para mim são mesmo especiais!

Mina disse...

Cristina!!!
Também pensei em ti:-)))
Aliás os poucos que sairem do meu circulo familiar e de amigos íntimos...
Só podem ir para pessoas especiais, e tu estás na lista e nem que fosse emprestado, mas ainda chega p'ra ti...
Quando estiver mos juntas:-)))
Até lá morde-te de curiosidade;)
bjinhos