Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

domingo, 16 de janeiro de 2011

"Vira Lata"


Excepcionalmente para as minhas amigas, aqui está o nosso "bebé" doente.

13 comentários:

Mrs_Noris disse...

Está doente, mas é bem cuidado e está a ser tratado com muito mimo.
Boas melhoras, amigo.

Mina disse...

Noris
Está a ser muito difícil, muito angustiante. Ora se vê sinais de querer reagir como a seguir fica pior com diarreias, vómitos espasmos, já estou tão desesperada que até o já lhe vejo lágrimas de dor, só olhar para ossos e pêlo, continua a perder peso, tomar a medicação têm sido um desatino, porque não pode comer mais nada, apenas e só a ração especial...
E nem me atreveria a colocar uma foto minha que o meu ar ainda está mais pálido que o dele, com umas olheiras de noites e noites sem dormir...
Bjinhos

AVOGI disse...

mas assim quem nao gosta de ficar doente?? até ele com essas mordomias todas !! estou a desanuviar um pouco o ambiente que eu tb trato bem os meus grades.
melhoras para o doentito
kis .=)

Mina disse...

Avogi
È grave e mais grave é não saber-mos o que é, e não ver-mos evolução positiva antes pelo contrário, até a comida ele já rejeita e têm sido um processo longo e doloroso.
bjinhos

Fê-blue bird disse...

Mina amiga e prima.
Ainda bem que nos deste notícias do teu doentinho, tem uns olhos tão doces e amigos. As melhoras para ele e as melhoras também para ti, cuida-te ok!

Beijinhos

Fê-blue bird disse...

Só vim aqui hoje porque o meu marido reformou-se e estou com o tempo muito mais limitado para estar por aqui ;-) beijinhos

Mina disse...

Prima Fê
Está com uns olhos tristes, e com dores... Têm sido meses de aflição e de indecisão...O animal já está com metade do peso que deveria ter, é só pele ossos nem sei como ainda se mexe, por isso nas fotos está coberto, que é assustadora a forma como está a definhar, já nem têm lombo onde se lhe possa tocar até os ossos da cabeça já estão a salientar...E não tenho tido coragem acabar com o sofrimento, dele e meu que só de olhar doie, dor que alivia se levanta as orelhitas ou abana o rabo...

Aproveitem a reforma, para conversar, passear...
bjinhos

Fê-blue bird disse...

Prima:
Como estás? E o doentinho está melhor? Tenho pensado muito em ti, coragem amiga!

Beijinhos

Mina disse...

Prima Fê
Estamos de luto, e falta que um bebé me faz, fi-lo sofrer muito na tentativa de o salvar, foi muito picado cortado, não se chegou a conclusão nenhuma. O sofrimento dele terminou, mas o meu ficou a dor de nada ter conseguido fazer, para que ele ficasse mais tempo connosco...obrigada

Fê-blue bird disse...

Lamento minha amiga, mas tens a consciência tranquila fizeste tudo para o salvar.
Um beijinho grande

Mina disse...

Prima Fê
Fiacmos sempre na dúvida se podiamos fazer mais, mas eu não sou veterenária, e acho que o meu maior erro foi logo na primeira veterenária inexperiente de se levei lá o cão era porque já não estava bem , e ao fim de três semanas disseram que não podiam fazer mais nada, porque o que fizeram foi a agravar o estado do animal, que na primeira consulta deu logo 4 injecções ao animal isto á tarde na manhã seguinte mais três injecções, sem saber o que o animla tinha apenas uma infecção que não sabia de onde era suspeitava do pancreas e ainda antibiótico durante 10 dias além de uma dieta no primeiro dia não comia nem bebia ao 2º. e 3º. só I/D latinha, se o animal já estava magro ainda perdeu mais 1kg neste processo.
Na véspera de ano novo fomos a outra muito mais longe, sa qual gostei e me deu esperanças, mas não resolveu o problema do animal, até dia de ano novo esteve a soro, ainda foi fazer um exame especial a uma clinica a Lisboa e acabei por ter de tomar adecisão mais dificil da minha vida, a perda de peso mantesse e já não comia as diarreias mantinham-se com toda a medicação, já mal se sustinha nas pernas mas continua a olhar-nos com doçura mesmo quase não conseguindo levantar a cabeçita.
Fiquei com uma saudade muito grande, ainda nem tive coragem de arrumar ou desfazer-me dos objectos dele...
bjinhos

Fê-blue bird disse...

Mina amiga:
Nem imagino a dor que é tomar uma decisão dessas, quando olho para a minha gatinha e vejo toda a dedicação que ela tem por nós e o quanto confia em nós, compreendo o que deves estar a passar.
Só o tempo vai amenizar a tua dor.

Beijinhos

Mina disse...

Amiga por isso levei tanto tempo a decidir...
Que alías acho que nem o consegui fazer, alguém teve dó do animal e fez partir uns dias antes.
Porque eu fi-lo sofrer sempre adiando, até porque sem saber o que efectivamente tinha ainda tornou a situação mais dolorosa.
bjinhos