Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

terça-feira, 22 de setembro de 2009

A Febre do Telemóvel


Durante as férias o Bruno esteve mais activo na escrita, e para me calar foi escrevendo umas coisas, para publicar.
Ora toma lá!... Para não dizeres que eu não escrevo nada, rssss
Mas deu-me instruções para publicar por determinada ordem logistíca segundo ele rssss
Então cá está um do género queixinhas, repetitivo e observador... e que vem de encontro à relação "cão e gato" dos manos loool
Até o titulo, foi escolhido por ele, os adolescentes que me desculpem mas eu acho genial, ihihihi
Mãe Mina

A minha irmã não pode andar sem o telemóvel.
Está dependente do telemóvel.
Vai à casa de banho, leva o telemóvel.
Vai almoçar ou jantar, leva o telemóvel.
A minha irmã quando sai de casa para passear, leva o telemóvel.
A minha irmã quando não está no computador está a ver televisão e no telemóvel.
A minha irmã quando está nas aulas mesmo a fazer testes, leva o telemóvel.
A minha irmã está sempre a mandar mensagens para os amigos virtuais e a minha mãe passou-se mesmo a sério com ela e queria ligar para a polícia para saber quais são os números de telemóvel para quem a minha irmã anda a mandar mensagens.
A minha mãe enervou-se porque a minha irmã desobedece e não faz aquilo que a minha mãe manda está sempre a mandar mensagens.
O que estamos a pensar é eu e a minha mãe irmos viver para um lugar e deixar-mos o pai e a minha irmã cá sozinhos porque eles os dois dão-se bem um com o outro.

Bruno V.

13 comentários:

Mina disse...

Bom tenho de explicar rsss
Temos de ter cuidado, com o que senti-mos ou dizemos, porque depois não há volta a dar, se num momento de mau humor dizemos coisas da boca para fora...Ou porque naquele momento é mesmo isso que estamos a sentir. Eles vão tomar isso como dado adquirido e certos que nós vamos cumprir. Depois lá tem de vir as explicações, muitas vezes prolongadas e com exemplos práticos rssss Esta última frase que ele escreveu eu costume utilizar quando me zango principalmente com a filha, para ver se ela se faz á vida quando eu reclamo reclamo e nada, lá faço a minha chantagezita, a que já ninguém liga rssss Á expeção do Bruno que regista tudo lool
Obs:Dela usar o telemóvel nas aulas não confirmo rsss, mas no resto das situações sim rsss, dá-me impressão que até nos sonhos tecla loool

PDD-NOS (Menina) disse...

loool o Bruno é fantastico, adorei.
Ele parece um reporter que relata tudo tal e qual ele ouve, percebe e sente.
Eu sei que nos momentos criticos dizemos coisas só da boca para fora, agora o Bruno entender, que é só um desabafo de desespero, já é estar a pedir muito.
A minha afilhada com 13 anos está a começar a entrar nessa onda dos telemoveis como sua filha e a Mãe deu-lhe um ultimato, ou modera ou tira-lhe telemovel e internet.
Não sei se vai resultar apenas a ameça ou não, mas sei que a mãe dela é pessoa para se passar e cortar tudo de uma só vez.
No nosso tempo, tinhamos amigos reais com quem conversavamos ao vivo e a cores, hoje é tudo virtual.
Ninguem nos preparou para esta mudança, eles acham que nos é que exageramos.
É preciso tentar encontrar um equilibrio com compromisso de cumprimento de todas as partes e não é tarefa nada facil.
Até a minha pirralha ontem chorava baba e ranho que queria ir jogar no computador. Posso?
É claro que não deixei, então ela ontem teve na escola aula de informática, fizeram jogos e agora chegava a casa e ia novamente?
É por isso que quando vier o migalhães como ela lhe chama será sem internet.
Internet só no computador do escritório e com nossa autorização e supervisão e se começar a cantar de galo, fecho a porta a chave e trago para o trabalho.
Nunca pensei ter de ser sargento, mas não é que hoje os miudos qurem medir forças de igual para igual?
Nunca os meus Pais se tiveram que chatear comigo, quando diziam não, era não e acabava ali. Hoje dizemos não e a cabeça deles interpreta sim.
Já intalei um programa de internet que restringe a utilização, faz um registo com histórico e pede palavra passe, que é para quando a minha pirralha sonhar em desobedecer-me dar com os burros na água.
Força Mina e muita paciencia.
bjs Bete

Mrs_Noris disse...

E pronto! Resolvida a questão prática da coisa, vamos adiante (lol).

Mina disse...

Bete
É mesmo o Bruno é muito factual, e problema deles é precisamente esse não saber separar "o trigo do joio", o essencial do superfluo o fazer a leitura das expressões faciais e verbais dos outros...
O Bruno devia ser bom a relatar jogos de futebol, o A, passa ao B o B ao C "and so on" rsss

Agora em relação à febre do telemóvel amiga, isto parece mesmo um virus e acho mesmo que é o novo vicío do sec:XXI patrocinado pelas operadoras móveis,as tecnologias desde que usadas com moderação são um bem essencial.
O preocupante é as relações fantasiosas e virtuais que se criam, e que na adolescência, podem ser catastróficas...
E eles arranjam sempre meio de contronar as nossas regras, no PC já colocamos controle parental, e ela consegui, ultrapassar essa barreira...
Devemos estar a ficar "cotas" Bete, no nosso tempo priveligiavasse as relações pessoais.
Este mundo fantasioso que criam o poder representar um papel, daquilo que não são assusta-me...
Porque neste caso também acho que ela não saberá separar "o tal trigo do joio", embora nós adultos também nos desiludamos, enganemos com algumas pessoas, conseguimos na maioria das vezes superar e descobrir o essencial do superfluo...

Vai-te preparando com o "migalhães" loool, e aviso-te já esta sociedade de consumo é terrível, é porque depois todos o fazem, e se não fazes és o coitadinho...
Mundo complicado este!...
Apetece-me dizer:"carroça volta estás perdoada" rsss
Bjocas

Mina disse...

Noris
"Na pa" de resolvido, muito longe disso...
A ver vamos até quando, eu bem falo nas radiações, no ambiente...
Conheces aquela música " Faz orelhas moucas", é isso rsss, este rsss é forçado
Resolvido na teoria, mas entalado na prática.
Quando o souber utilizar no estritamente necessário, vai ser óptimo...
Enfim, deixa-me suspirar será assim uf,uf, uf....bye
Bjocas

Visite www.arteautismo.com disse...

Kkkkkkkkkkkk......Mina , o Bruno também não é facil. De olho em tudo que a irmã faz. E por isso que ela fica danada kkkkkkkkkkkkkkk.............
A camila tá rindo aqui.........
O interessante é o final que ele escreve, para ele só basta tu, Mina kkkkkkkkkkkkkkkkk....voce que como eu aguenta o tranco kkkkkkkkkk Fazer o quê , rs .
Mina manda um beijo na tua lindinha e outro para Bruno.
Beijos pra ti.
Ray

Mina disse...

Ray
rssss, Camila deveria estar pensando... Puxa olha se Felipe fizesse assim queixinhas rsss
Bruno é mesmo "pestinha" kkkk, então quando sabe que são coisas que fico irritada é quando ele me diz mais e está sempre a chamar-me a atenção para o facto, eu já canso de estar sempre a vê-la a teclar ainda ele sempre a lembra-me xiiiii, é para me ver a ralhar com ela, e se eu não digo nada, ele insiste rsssss
É verdade Ray, eu tenho noção que ele depende muito de mim e confia totalmente na minha pessoa, é uma grande responsabilidade, e claro que ele, em toda e qualquer circunstância faz parte da minha vida e dos meus planos....
Bjocas para vocês incluindo Camila kkkk

Ray Gonçalves Mélo disse...

Mina , a camila e Filipe mesmo sem falar se desentendem. Se ele falasse , não sei não kkkkk E ela quer que eu tome providência , toda vez que se estranham, mas como? os dois se fazem provocações e os dois merecem ficar de castigo. Coloco Filipe de castigo no quarto dele e tiro internet dela kkkkkkkkkkkkkkkkk
E a gente vai levando.
Mas a camila também tem uma tendência de tratar Filipe como bebê e depois cobra isso dele.
E as vezes pede que ele faça coisas para ela e quando ele tá no azeite não faz e ainda lhe dá beliscões que dói muito.
E aí fez os apelidos que ele não gosta , daí formou a quizumba kkkkkkkkkkkkkkkkk
Bem Mina Portugal x Brasil tudo igual rs .
Nosso amor de mãe há de ajuda-los nesta fase e tudo passara pois o sangue é o mesmo.
Beijos.
Ray

Mina disse...

Aí aí !... Ray
Lá temos que aguentar, eu sou terrivel.
Sou mais de ameaças e gritos do que de castigos lool, mas ás vezes lá tem de ser, o PC posso privar ás vezes tenho de provocar cortes de energia, agora o telemóvel, anda colado a ela , não o carrego, mas ela arranja sempre maneira...
Para ele ,o quarto não é castigo rsss livros e TV é quanto basta para ele ficar nas "sete quintas".
Ele também pede tão pouco e não exige nada, que castigo seria só priva-lo daquelas duas coisas.
Também gosta muito do PC, mas é muito condescente e dá sempre prioridade aos outros, só que quando é a vez dele, isto minha amiga, regra é regra...
A minha "Pipa", só usa o irmão quando é para servir de enciplopédia rssss
Bjocas

avogi disse...

Ai que saudades que eu tenho desse nokia, o da direita. Tinha um igualito a essse e em Maio no aeroporto de Lisboa roubaram-me, não só o telemóvel como também toda a minha documentação. Fiquei triste pois não gosto de ter de me adaptar a um novo utensilío, mas teve de ser. Já tenho outro, mas esse nokia ficou no coração. Adorava-o. kisses

Mina disse...

Avogi
Por acaso, o dela nem é Nokia, nem sei que marca é acho que até já gastou o teclado rsss
Mas, já tive muitos da marca nokia, e também tenho essa dificuldade em me adaptar quando mudo de telemóvel...
Os roubos é terrível, imagino o que podem fazer com a nossa documentação, e também já pensei e com o telemóvel tem os nossos contactos, que hoje em dia guardamos tudo na agenda, temos de andar de vigilância apertada...
bjocas

Luz de Estrelas disse...

Se ele me visse a mim, com três telemóveis Por mim não andava com nenhum. detesto falar ao telefone...

Mina disse...

Luz
Por ela também tinha um de cada rede rsss, alías tem dois mas um já deixei de o carregar.
Além de que ela não fala,na maioria é sms e para desconhecidos...
E é isso que me preocupa muito essas relações...
Eu muitas vezes nem sei onde o meu anda lool ando sempre a procura onde é que deixei o telemóvel...
Antigamente, só tinhamos telefone fixo e as pessoas sobreviviam e tinham mais privacidade.
Bjocas