Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

domingo, 16 de abril de 2017

Caminho Azul



Este ano também participamos no caminho Azul, na ilha da Madeira.
Tendo o sétimo caminho Azul, na Foz do Arelho- Caldas da Rainha  ficado muito bem representado, pela nossa amiga Célia Abrantes.
Os caminhos, não são nossos, são de todos os que de norte a sul do país e ilhas, no dia 2 de Abril, o fazem por AMOR à camisola, sejam eles associações ou pessoas individuais.
Este AMOR às pessoas que não escolheram ter Autismo, mas que por carga genética, ambiental ou outras, num mundo enigmático, onde cada individuo é uma "peça" única , independentemente do quadro que apresente, todos diferentes.
Embora convergentes, em maior ou menor grau, consoante a funcionalidade de cada um dentro do espectro., nível 1, (ligeiro) nível 2, (moderado) nível 3 (grave).
As maiores dificuldades residem na forma de comunicar e consequentes relações sociais com o meio envolvente.
Autismo, não está na cara, mas é visível aos olhares mais atentos e informados.
Enquanto mãe, procuro a compreensão e entendimento da sociedade.
São 365 a consciencializar e sensibilizar para estas perturbações .

4 comentários:

Fernanda Maria disse...

Prima,

Não sei se teve conhecimento deste artigo que achei muito interessante:

https://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2013/02/15/autistas-tem-capacidades-profissionais-unicas-diz-especialista-em-treinamento.htm

Todos unidos num objectivo comum , assim devem continuar para poderem fazer a diferença.

Um beijinho

O Toque do coração

São disse...

Todas as pessoas são especiais, porque únicas.

Algumas têm necessidades educativas específicas e têm direito a que estas sejam respondidas pela sociedade em que se inserem...infelizmente nem sempre acontece .

Abraço para vós e bom fim de semana

Mina disse...

Prima

Já conhecia, mas é sempre bom lembrar.
Para não variar a necessidade aguça o engenho, e foi um pai de um adulto com esta perturbação, que criou a empresa.
Mais tivessem essa oportunidade.
Beijinhos.

Mina disse...

São

Infelizmente a maioria ainda não respeita essas diferenças, e são muitas vezes olhados de lado, ou como coitadinhos :(

Beijinhos e bom resto de semana