Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Todos temos! Um Papel!

Na vida, tenho tido vários papéis.
Todos eles me enriqueceram, quer a nível profissional, quer pessoal.
Há valores , para mim fundamentais, aqueles que toda a gente fala, a verdade, a transparência, a honestidade, a amizade...e neste contexto as pessoas, são o principal, e quando essas pessoas, tem necessidades especiais, não posso ficar indiferente....
Talvez porque me tocou a mim , não nego, que me abriu outros horizontes, que não tinha, nos meus tempos de escola, não era permitada a inclusão , eles eram excluídos do meio.
Também por isso , e por ver , que ainda há muito desconhecimento, decidi, que a minha missão no minimo , seria informar, sempre com verdade nunca ocultando nada, se, eu quero, que compreendam o meu filho, eu tenho, que o dar a conhecer, não vou ser eterna, preciso que o entendam, que saibam lidar , podem dizer que, é uma motivação pessoal, mas com isso estou alargar o leque, a outros casos, e tentar despertar a curiosidade e interesse em saber, a educação, começa nos bancos da escola.
Não, sou ,só, eu, que tenho este propósito, tenho tido o carinho e apreço de muitas outras mães, que acham que sou uma inspiração para elas.
São elas a minha Força, e nossos meninos, puros , ingénuos, para os quais o mundo é uma constante agressão.
A maioria atribuí-me como caracteristica a Sensatez, espero não as defraudar, mas no que toca, ás nossas crianças , não sei se me aguento, ou não estivesse, lá o meu filho incluído.
Tudo isto, para vos dizer, que apesar da minha aversão à politica, e aquilo que ela têm representado nos últimos anos, o descuro, a negligência, das pessoas com deficiência, que já tem a vida muito dificultada, pela sua condição da diferença.
Não pude recusar, este apelo à minha consciência, de que tenho que me imiscuir, tenho que fazer alguma coisa, e o que possa fazer, e ,será sempre na prespectiva de uma maior sensibilização para as necessidades especiais, entre elas a que ocupa a minha vida ,e o meu coração, as perturbações do espectro do autismo.
A minha missão, é ajudar, colaborar, com quem de mim precisa, cidadania, é partilha e entrega aos outros. TODOS TEMOS UM PAPEL. E O MEU CONTINUA A SER VOLUNTÀRIO.

13 comentários:

Mina disse...

Nota- peço desculpa a todos, que não tenho tido oportunidade de visitar, mas ainda não estamos de volta.
Continua nesta publicação a justificação, desta ausência.
Agora é que vai começar a campanha.
Beijinhos e todos e obrigada pela compreensão

São disse...

Querida Mina, admiro-a pela sua postura e desejo, sinceramente, que a sua lista seja eleita.

Não a conheço pessoalmente, mas se um dia for possível ficarei contente porque sei quão difícil é ter apoios quando as crianças saem do padrão habitual.

Há anos que existe o Tratado de Salamanca, mas - como sempre - as coisas em Portugal ficam-se quase sempre pelos documentos, pelas leis, pelas gavetas de quem detém o Poder.

Quem realmente se interessa e faz com que se avance é quem está no terreno ou porque lhe tocou pessoalmente, como a Mina diz muito bem, ou por profissão, que foi o meu caso (além do meu filho só começar a falar aos três anos , embora percebesse tudo e conhecesse até as cores , incluindo as não primárias).

Abraço com muita estima para vós.

Mina disse...

Amiga São
Obrigada , pelo carinho, e por estar sempre presente, mesmo nestes momentos em que me encontro mais ausente, é bom sentir-mos esse feed back, não faço nada para merecer esta vossa estima, apenas ser eu própria, e se o mereço sinto-me muito lisonjeada.

Temos leis, e tratados de integração e inclusão magníficos, se vivêssemos do papel, eramos perfeitos.
Mas como assim , não é, temos que ter , este desgaste acrescido, posso falhar por não conseguir, mas não por desistir, o tratado Salamanca já tem quase 20 anos, mas acho que ainda não o leram, assinaram para a fotografia, como fazem em muitas outras situações.

Terei todo gosto em falar pessoalmente consigo, já ando á anos para tomar um chá com a prima Fê e ainda não aconteceu :).
Vou com alguma frequência a Lisboa se for da zona, está garantido esse encontro :)
Alías este meu senhor Bruno, não me dá descanso, e já tem uma agenda , para o mês de Outubro, que implica algumas deslocações a Lisboa.

Beijinhos nossos

Fê blue bird disse...

Minha querida amiga e prima do coração.
És na verdade uma guerreira, o amor pelo teu filho é a tua força.
Sabes que te desejo o melhor, que lutes com as armas que tens e que nunca te falte a inspiração-
Cá estarei sempre à tua espera.

Beijinho comovido

Mina disse...

Prima Fê

Sempre com uma palavra de incentivo e de alento, que aqui nos deixa, é para mim uma honra, não desprestigiando as minhas ricas primas, ter adoptado mais uma :)

Tem sido , muito cansativo, e esta semana é a derradeira, quando apoiamos, estamos lá, embora nem sempre consigamos ir a todos lugares, apoio a transparência, o disse e volto a repetir, não quero lugares, nem cargos, quero continuar a ser independente, mas que haja , consideração para com as pessoas com necessidades especiais.

Enquanto pessoa, já ganhei, ficar a conhecer, e dar a conhecer as perturbações do espectro do autismo ( embora seja caso único),Também falo em outros. É esse o propósito, que aqui me traz, e só me posso sentir realizada, por mais um núcleo de pessoas terem tomado contato.
Não mais se esquecerão...
Beijinhos e até breve

São disse...

Minha querida, venho agradecer a sua gentileza.

Pois se for possível , esse encontro gostarei muito, rrss

Num grande abraço , lhe desejo e aos seus um excelente domingo!

Evanir disse...

Ninguém nunca esta sozinho e nossa
luta nunca será em vão.
Eu sei , que no mundo teremos grandes aflições
com fé e muita garra vou seguindo com grande luta
minha viagem.
Uma primavera perfumada e feliz.
Deus abençoe seu Domingo
e da sua família.
Beijos no coração , Evanir

Mina disse...

São

Muito obrigada o Domingo, já passou e foi em campanha,com movimento, foi muito bom é sempre interessante o contacto com as pessoas.

Em Outubro, já estarei, mais disponível, e poderemos marcar encontro.
Resto de boa semana
Beijinhos


Mina disse...

Evanir

Obrigada, pelas suas palavras.
Muito necessárias, e motivantes.

Beijinhos

Cida disse...

Mina, li isso hoje e não pude deixar de me lembrar de você...
Tomei a liberdade de trazer para que leias.
Grande abraço e fiquem com Deus.

http://super.abril.com.br/blogs/como-pessoas-funcionam/entenda-e-experimente-como-funciona-a-mente-de-um-autista-com-a-ajuda-de-uma-adolescente-que-sofre-dessa-condicao/?utm_source=rede

Fê blue bird disse...

Prima como correu tudo ontem?
Espero que bem!

beijinho e boa semana

Mina disse...

Olá Cida!

Obrigada, pela sua visita, e pelo testemunho que nos deixou da Carly.

Obrigada, por ser uma pessoa atenta, estes seres humanos precisam de pessoas assim.

Já conhecia, mas fui revêr, é sempre importante conhecer-mos casos diferentes do nosso, fazendo o autismo, parte de um espectro, á sempre dificuldades,em entender, não á um igual.

No caso do meu filho é até muito diferente, porque é verbal, a dificuldade está em controlar aquilo, que ele diz porque não filtra nada, nem consegue perceber , o que nós chamamos politicamente correcto.
Também têm essas descargas sensoriais, que fazem parte deste espectro.

Beijinhos

Mina disse...

Prima Fê

Não tão bem , quanto se esperava, confesso, que fiquei desiludida.

Não fui à procura de nada, como no autismo , na cidadania, também sou voluntária, e fiquei com pena, que a população, não tivesse aproveitado, esta janela de oportunidade de mundança, e tivessem optado pela abstenção 53,5%.

Este movimento, esforçou-se imenso, teve recolher assinaturas, para se poder candidatar, tomar nota das dificuldades da população e pedir a sua participação, num programa eleitoral participativo, prescindiram das suas vidas, para em conjunto criarem as melhores estratégias de governação com transparência e isenção.

A população assim não quis e povo é soberano, ficou tudo na mesma, ficou o PSD, com a maioria absoluta, só 1/5 dos residentes caldenses.

Ainda assim o MVC- Movimento Independente, elegeu 2 representantes para a assembleia municipal, um presidente de uma freguesia emblemática, e creio que 5 representantes nas juntas. Alguma voz, de discórdia irá ecoar.

beijinhos