Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Dia Internacional da pessoa com deficiência...

Olha para mim
Não tenhas receio.

Fala comigo
Mesmo que penses
Não poder ouvir-te.

Sorri para mim
Mesmo que não
Consiga ver-te.

Ensina-me
Mesmo que pareça
não entender-te.

TENTA VALE A PENA
Tenta mais um pouco
Pois chegarás a ACEITAR-ME
E eu aprenderei a AMAR-TE.

desconheço o autor

Este foi um poema que a amiga Rita do blog "Gatos Mania"http://gatosmanias.blogspot.com/, me deixou à um ano atrás...
Obrigada Rita,merece um lugar de destaque, por isso este ano, aqui o divido com todos...
Que a diferença e a deficiência, está apenas na cabeça de quem não quer enxergar...
Deixo-vos aqui também o link do ano passado

2 comentários:

Fê-blue bird disse...

Prima:
Um poema onde a simplicidade das palavras mostra a verdade dos sentimentos.
Tocante mesmo!

Beijinhos (frios) ;-)
Um excelente fim de semana para todos aí em casa.

Mina disse...

Prima Fê
Não sei quem o escreveu!!!
Mas que exprime sentimentos nisso não há dúvida!!!
Pena é que muitas pessoas nem se deêm ao trabalho de tentar!!!

Que ninguém está livre de um dia por vicissitudes da vida estar do outro lado...
Bjinhos gelados daqui
e bom fim de semana