Mãe e filho de mãos dadas trilhando os caminhos do autismo/asperger.
Numa partilha intimista e de coração aberto em sonhos e desalentos, numa vida vivida...
Ter um filho asperger não é o fim do mundo, mas o princípio de uma nova vida...
Valorizando os afectos...

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Correu bem ""


Dar asas, não é fácil.
Mais por nós, do que por eles.
Durante a feira dos frutos, acompanhou a mãe.
Enquanto a mãe ficava no stand da feira.
Ele ia passeando pela feira, à procura de gente conhecida e de acumular mais papel dos outros stands para trazer para casa.
Há noite assistia aos concertos, no primeiro dia ficou num local com amigo, local que a mãe sabia.
No segundo dia, a multidão era muito mais, queria deixa-lo no mesmo sitio, mas quando fui à procura dele já  não o encontrei.
Pedi a alguns amigos, que se  o vissem, me avisassem .
No meio de tanta gente, era quase encontrar uma agulha no palheiro,  ninguém o viu.
Eu sei que ele não se perde,  e que no final do concerto ira ter ao local onde a mãe estava, mesmo assim fico preocupada.
Só mesmo quando terminar a última música e sair toda a gente do recinto, ele vem.
Assim foi.
Quando o reencontrei disse-me : Correu bem...

4 comentários:

São disse...

Que bom ter a noção de que correu bem...e como diz, nós é que temos sempre receio que as coisas não corram bem

Beijnhos

Susana Lima disse...

Mãe... Só mãe a ser mãe!! ❤️

Mina disse...

São

Efectivamente, coração de mãe não dá descanso, principalmente quando sabemos, que com alguma facilidade os podem desviar do caminho, a confiança que têm nos outros e a honestidade deles,leva-nos sempre a estas dúvidas ...
Embora ele esteja sobejamente elucidado dos perigos.
Beijinhos e boa semana

Mina disse...

Susana

Eles crescem, mas este instinto de protecção cresce connosco...
Beijinhos <3